quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Galera do Planeta na Fazenda


Ministério da Cultura, ADM do Brasil e Grupo Komedi apresentam o espetáculo

Galera do Planeta na Fazenda
De agosto a dezembro, alunos de escolas públicas de todo o Brasil poderão ter contato com uma história divertida e envolvente, que traz à cena as peripécias da Galera do Planeta em uma aventura na Fazenda.
Limeira do Oeste (MG), Campo Grande (MS), Ribeirão Preto (SP), Uberlândia (MG) e Rondonópolis (MT) são algumas das cidades que receberão o projeto.
Com o objetivo de levar arte, conscientização e entretenimento às camadas sociais menos favorecidas, o Grupo Komedi desenvolveu o projeto “Galera do Planeta na Fazenda”, um espetáculo infanto-juvenil que mescla o universo lúdico da criança com questões sobre a preservação do meio ambiente, respeito à natureza e alimentação saudável. Patrocinado pela ADM Brasil, o espetáculo teatral será apresentado em escolas públicas de Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Pará e São Paulo, gratuitamente, de agosto a dezembro.
.
Escrita por Sérgio Valle, a peça traz à cena os personagens Julinha Relógio, Gaivota Gabriel, Baleia Balu e Sr Pinguinho em uma aventura divertida e envolvente. Ao visitarem a serelepe e simpática Vó Ana, que mora na Fazenda Recanto Feliz, eles aprendem um pouco sobre o universo da vida no campo, as tradições rurais e o respeito à natureza. Como muitas crianças da cidade grande, eles não sabiam que grande parte dos alimentos não são fabricados em grandes estabelecimentos, mas cedidos gentilmente pela natureza, a quem tanto maltratamos. Entre risadas e trapalhadas, descobrem inclusive que o leite não vem do supermercado, mas sim da vaca. Seu Antônio, outro morador dessa linda fazenda, conduz os personagens a uma história repleta de ensinamentos, que enfatiza a importância da boa alimentação.
Importante citar que o projeto se realiza com o apoio do Ministério da Cultura e conta com patrocínio da empresa ADM do Brasil.
FICHA TÉCNICA
Autor: Sérgio Valle
Direção: Adriano Veríssimo
Atriz: Clara Nascimento // GlauraLacerda // Filipe Macedo // Alexandre Zanchetta// Marcio De Lucca
Realização: Grupo Komedi
Duração: 45 minutos
Indicação: Livre
SERVIÇO
Limeira do Oeste (MG)
Onde: E. M. Antônio Vicente da Fonseca
Endereço: Av. Argentina, 770 - Joamario
Quando: 10/10 - 10h30 e 16h
Campo Grande (MS)
Onde: Escola Estadual Prof. Ulisses Serra
Endereço: Endereço: Av. Principal 01, s/ nº, Núcleo Industrial
Quando: 13/10 - 9h30 e 15h40
Ribeirão Preto (SP)
Onde: EMEF Prof. Raul Machado
Endereço: Rua Humaitá, 930 - Santa Cruz - CEP: 14020-680 - Ribeirão Preto/SP
Quando: 02/12/2014
Uberlândia (MG)
Onde: Escola Municipal Odilon Custodio Pereira
Endereço: Rua Chapada da Diamantina, 355 | Bairro Seringuerias
Quando: 04/12 - 10h e 16h
Onde: Escola Estadual Osvaldo Rezende
Endereço: Av. Sacramento, nº 154, Bairro: Osvaldo Rezende
Quando: 05/12 - 10h e 16h
Rondonópolis (MT)
Onde: E.E. Ramiro Bernardo da Silva
Endereço: Rua Luís Clemente, s/nº Jardim Pindorama
Quando: 11/12 - 14h e 16h
Onde: Escola Municipal Aparecida de Souza Vetorasso
Endereço: Rua B, Qdra 01 S/N, Bairro Verde Teto
Quando: 12/12 - 9h30 e 15h30

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Peça de teatro de sombras diverte e encanta a criançada



A magia da milenar técnica do teatro de sombras toma conta do Teatro do Piá com o espetáculo infantil “Irmãos Zulus”, que a Companhia Karagozwk apresenta nos dias 16, 23 e 30 de novembro (domingos), sempre às 11h. Criada em 1985, a companhia mantém a tradição de encenar peças inspiradas em contos afro-brasileiros, desta vez dando vida a um dos textos do premiado escritor mineiro Rogério Andrade Barbosa. As imagens são criadas por Marcello Andrade dos Santos, também responsável pela manipulação dos bonecos, sob direção de Luiz Roberto Meira. A entrada é franca.  
A garotada conhecerá um pouco da África, com a história de Malandela. O jovem seguia a trilha de seus irmãos que tinham partido em busca de fortuna. Depois de muito procurar, Malandela os encontrou e, juntos, continuaram a jornada. No caminho passaram por um reino muito estanho, no qual todos os habitantes foram transformados em pedras, vítimas de algum feitiço.
Um ancião contou que a vida poderia voltar ao local, caso os irmãos realizassem três tarefas. Mas quais seriam as tarefas? O escritor Rogério Andrade Barbosa conheceu essa narrativa encantadora entre os Zulus, uma população que vive ao sul do continente africano, perita nas artes de bordar adornos e de contar histórias. Durante o espetáculo, a plateia descobrirá que a vida das formigas é tão valiosa quanto a nossa, bem como a de outros animais. Também conhecerá lindas princesas de pedra e terá contato com a sabedoria do universo africano e o quanto ela pode nos inspirar e ensinar.
A técnica de teatro de sombras, que consiste na projeção de sombras por meio da manipulação de bonecos de varas entre uma luz e uma tela, já era conhecida na China, antes de Cristo. Atualmente, essa arte milenar se enquadra no gênero de teatro de bonecos e de formas animadas, sendo considerada protótipo do cinema e da animação com marionetes.
Um dos únicos grupos no Brasil a dominar a técnica do teatro de sombras, a Companhia Karagozwk produz em seu ateliê todo o equipamento necessário para a criação de imagens em tempo real. Coordenada e dirigida pelo seu fundador, Marcello Andrade dos Santos, a companhia curitibana acumula premiações e é citada desde 2009, pelo Dicionário do Teatro Brasileiro, como referência nessa arte. Em “Irmãos Zulus”, a iluminação é de Cassio Murilo, com pesquisa e trilha sonora de Ivan Halfon, com assistência de Gilmar Rodrigues, figurinos de Rose Matias e narração de Ronald Pinheiro, sendo que a voz do ancião é de Tarcisio Alencar Meira.
Serviço:
Peça de teatro de sombras “Irmãos Zulus”, com a Companhia Karagozwk.
Datas e horário: dias 16, 23 e 30 de novembro de 2014 (domingos), às 11h.
Local: Teatro do Piá (Palacete Wolf – Praça Garibaldi, 7 – Centro).
Classificação livre
Entrada franca

CAIXA CULTURAL CURITIBA OFERECE OFICINA DE ORIGAMI


Atividade ensina a pais e filhos técnicas da arte milenar japonesa que estimula a memória, a concentração e a criatividade


A CAIXA Cultural Curitiba oferece, por meio de seu Programa Educativo Gente Arteira, a oficina Origami – Arte e Educação, no dia 29 de novembro, das 15 às 17 horas. A ação visa aproximar, por meio de uma atividade lúdica, pais e filhos, que terão a oportunidade de aprender os conhecimentos básicos da arte milenar japonesa de dobraduras em papel. A atividade é direcionada a crianças de 6 a 12 anos, acompanhadas de seus pais. As inscrições devem ser feitas de 22 a 27 de novembro de 2014, pelo e-mail caixacultural08.pr@caixa.gov.br.  
A oficina será ministrada por Yurie Handa, formada em Desenho Industrial e que apresenta em seu currículo diversos cursos de origami realizados no Japão. Yurie conta que o origami “é uma atividade tradicional das famílias de imigrantes japoneses, que ainda se reúnem em datas específicas para a confecção desta arte milenar em prol da saúde, união, felicidade, festividade e prosperidade”. Por se tratar de um costume familiar, surgiu a ideia de realizar a oficina conjunta para os pais e filhos, que irão “aprender origami se divertindo e, principalmente, compartilhando novos conhecimentos”.
Origami
Segundo Yurie, o origami no Brasil é muito conhecido, embora pouco praticado, situação que vem mudando inclusive com a inserção da arte da dobradura no currículo de algumas escolas.
“Ori” vem do verbo “oru” (dobrar) e “gami” vem da palavra “kami” (papel). A prática ajuda no desenvolvimento intelectual, pois estimula a memória, a concentração, desperta a criatividade e trabalha a psicomotricidade, sendo recomendado para todas as idades.
Está prevista a realização de oficinas também para escolas a partir de fevereiro de 2015.



Serviço:
Oficina Origami – Arte e Educação
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 29 de novembro de 2014
Horários: sábado, das 15h às 17h
Inscrições: de 22 a 27 de novembro de 2014, pelo e-mail caixacultural08.pr@caixa.gov.br
Classificação etária: Não recomendado para menores de 6 anos
Lotação: 20 vagas (sendo 10 para os pais e 10 para os filhos)

terça-feira, 11 de novembro de 2014

A Árvore do Halloween de Ray Bradbury



A Árvore do Halloween
de    Ray Bradbury
Título Original:     The Halloween Tree
Tradutor:     Natalie Gerhardt

Páginas:     160
Formato:     16 x 23 cm


O MESTRE DA FICÇÃO CIENTÍFICA RAY BRADBURY ESCREVENDO PARA JOVENS

Na noite do dia 31 de outubro, em uma pequena cidade dos Estados Unidos, oito garotos vestem suas fantasias e saem às ruas em busca de “Gostosuras ou Travessuras”. Ao perceberem o desaparecimento de um nono integrante, o grupo decide explorar a casa mal-assombrada do outro lado da imensa ravina. Nos fundos da propriedade, eles descobrem uma gigantesca e magnífica árvore, repleta de abóboras de diferentes tons, formas e tamanhos. Em cada uma delas, há um rosto talhado. Eles nem imaginam o que estão prestes a conhecer.

A trama, por meio de metáforas e personagens históricos, dá uma aula a respeito desta data tão comemorada ao redor do planeta. Os jovens, na perseguição pelo amigo desaparecido, viajam pelo tempo, passando pelo Egito Antigo, pela Grécia dos filósofos, e pela Paris medieval, aprendendo as origens do Halloween, bem como o porquê do terror, das mortes e das assombrações associados a ele.




um lançamento



segunda-feira, 10 de novembro de 2014

PEÇA "PLANETA ÁGUA" É APRESENTADA EM ESCOLAS DE CAMPINAS E REGIÃO





“PLANETA ÁGUA” ENVOLVE CRIANÇAS PARA MOSTRAR A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA
 
Com apoio da Pernambucanas, peça será apresentada gratuitamente
em diversas escolas de Campinas (SP) e região
 
Durante todo o mês de novembro, alunos de escolas públicas de Campinas e região poderão se divertir e, ao mesmo tempo, se emocionar com o espetáculo ‘Planeta Água’. O projeto, patrocinado pelas Pernambucanas, tem como objetivo levar arte, entretenimento e conscientização por meio de apresentações gratuitas. Estão programadas performances em diversas escolas públicas de Bragança Paulista, Amparo, Campinas, Mogi-Mirim, Itapira e Socorro.
 
Produzida pelo Grupo Komedi e encenado pela Cia. Metrópole, ‘Planeta Água’ mescla o universo lúdico da criança com questões sobre a importância da água, a preservação do meio ambiente e o respeito à natureza. A peça aborda, ainda, o uso ideal de água no dia a dia em um período particularmente importante, quando o estado de São Paulo enfrenta uma das maiores secas de sua história.
 
Escrita por Sérgio Valle e direção de Adriano Veríssimo, a peça traz à cena os personagens Julinha Relógio, Sr. Pinguinho, Vovô Pingão, Murilo, Gaivota Gabriel e Baleia Balu. Curioso como ele só, o Sr. Pinguinho quer saber tudo sobre a água em nosso planeta e o porquê de ela estar acabando. Aos poucos, com a ajuda da família e amigos, Pinguinho vai descobrindo de onde a água vem, para onde vai e como desperdiçamos este recurso muitas vezes sem pensar. A finalidade do espetáculo é, portanto, despertar nas crianças o respeito à água, lançando mão de uma história envolvente e que utiliza melodias cantadas e narrativas em tom de comédia para facilitar a compreensão dos alunos.
 
Outros temas que também se destacam em ‘Planeta Água’ são a reflexão sobre a preservação do meio ambiente, a relação com a família e com os amiguinhos, a realização de desejos, a busca da felicidade, a superação dos medos e a construção de uma sociedade melhor.
 
Ao todo são quinze escolas participantes do projeto e que receberão, ainda, a doação de cerca de três mil livros. Serão 30 apresentações de 3 a 28 de novembro que contemplarão mais de 4.600 crianças.
 
Confira onde a peça estará*:
 

 
Campinas
Datas: 7, 17, 18 e 19 de novembro
Sessões: às 10h e às 14h
Escolas: EEProf. João Fiorello Reginato | CEI Nave-Mãe Prof. Milton Santos | EMEF Elvira Muraro | EE Eduardo Barnabé
 
Mogi Mirim
Datas: 13 e 14 de novembro
Sessões: às 10h e às 14h
Escolas: EMEB Helena dos Santos Alves | EMEB Nelson Neves de Souza
 
Itapira
Datas: 20 e 21 de novembro
Sessões: às 10h e às 14h
Escolas: EMEB Dr. Marco Antonio Libanio dos Santos | EMEB Gilmery Vasconcelos Pereira Ulbricht
 
Socorro
Datas: 26, 27 e 28 de novembro
Sessões: às 10h e às 14h
Escolas: EM Profa. Esther de Camargo Toledo Teixeira | EM Profa. Benedicta Geralda de Souza Barbosa | EM Prof. Eduardo Rodrigues de Carvalho
 
*somente para estudantes
 
Ficha Técnica
Autor: Sérgio Valle
Direção: Adriano Veríssimo
Elenco: Clara Nascimento / Glaura Lacerda / Filipe Macedo / Alexandre Zanchetta / Marcio de Lucca
Realização: Grupo Komedi
Duração: 45 minutos
Indicação: Livre

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Fica em cartaz até o final de novembro a peça infantil Espaguete, uma aventura no navio



Espetáculo da Cia dos Badulaques está em cartaz no Top Teatro, domingos, 11h da manhã, até 30 de novembro
A Cia dos Badulaques apresenta até o dia 30 de novembro o espetáculo infantil “Espaguete, uma aventura no Navio”, no Top Teatro (rua Rui Barbosa, 201, Bel Vista SP), todos os domingos, 11h da manhã. A peça conta com promoção da TV Cultura e com os seguintes apoios: Adria, uma das principais marcas de massas do país, Moscatel Doceria, Cantina C... que Sabe!, Dekora, Playschool e Raquel Martins Produção Musical.
Com direção de Danilo Miniquelli e Jô Bittencourt, Espaguete, uma aventura no navio, aborda de forma lúdica a imigração de uma família italiana ao Brasil e destaca a importância do amor, da amizade e do companheirismo entre as pessoas. A peça é um texto original da Cia dos Badulaques, de autoria de Ronaldo Villar e com canções originais de Jô Bittencourt, além de músicas já consagradas das culturas italianas e brasileiras. O espetáculo conta a história de três curiosas e aventureiras crianças que certo dia descobrem um navio ancorado e abandonado em um porto da Itália e decidem explorar seu interior. O que eles não esperavam é que dentro desse navio moravam criaturas mágicas e misteriosas, que estão aprisionando toda a cultura Italiana.  Agora, os irmãos precisam fazer de tudo para salvar a cultura italiana e não deixar que todos os costumes e tradições de seu país sejam esquecidos para sempre. Será que eles conseguem sair dessa confusão e resgatar a cultura italiana?

Sobre a Cia dos Badulaques
Formada em 2008, a Cia se dedica a projetos de estudo, como forma de se aprofundar e conhecer diferentes linguagens teatrais. Entre as peças do seu portfólio está o infantil Espaguete, uma aventura do navio e o drama Esquizofrenia Feminina, que aborda o universo feminino pela visão de dois homens. Além dos espetáculos, a Cia realiza projetos sociais como “Contação de histórias” e o “Poesia de Badulaques”, que têm por objetivo disseminar o gosto pela leitura e criação da poesia, oficinas teatrais e intervenções artísticas. Para mais informações do grupo, siga a página no Facebook: www.facebook.com/ciabadulaques e acesso também o site: http://ciadosbadulaques.wix.com/badulaques.
Ficha técnica
Peça: Espaguete, uma aventura no navio
Elenco: Daniela Sevilha, Danilo Miniquelli, Greice Fioronti, Juliana Varroni, Julianna Lino, Leandro Dona, Ronaldo Villar e Silene Cristina
Autor: Ronaldo Villar
Direção: Danilo Miniquelli e Jô Bittencourt
Direção Musical: Jô Bittencourt
Música Original: Jô Bittencourt
Figurinista e coreografo: Leandro Dona
Operador de luz: Jô Bittencourt
Produção e Realização: Cia dos Badulaques
Estúdio de Gravação: PlaySchool
Assessora de imprensa: Daniela Sevilha
Patrocínio: Adria
Apoio: Moscatel Doceria, Cantina C... que Sabe!, Dekora, Playschool, Raquel Martins Produção Musical

Local: Top Teatro (rua Rui Barbosa, 201 – Bela Vista)
Duração: 50 minutos
Horário: domingos - 11h da manhã
Censura: livre
Ingresso: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia entrada para estudantes e aposentados)
Temporada: 5 de outubro a 30 de novembro – aos domingos
Gênero: Infantil
Plateia: 60 pessoas
Página no Facebook: https://www.facebook.com/ciabadulaques
Site da Cia:
http://ciadosbadulaques.wix.com/badulaques