quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Shakespeare inspira peça em cartaz no Teatro do Piá



O Teatro do Piá, tradicional espaço de arte e diversão para a criançada, tem nova atração aos domingos. Nos dias 24 e 31 de agosto e 7 de setembro, sempre às 11h, o Grupo Teatral Auto-Peças encena a peça de bonecos “O Senhor dos Temporais”, inspirada na obra “A Tempestade”, do dramaturgo inglês William Shakespeare. A direção é de Marcio Mattana, que conta com o trabalho dos artistas Lucas Mattana, Guto Scheremetta, Greg Bassani e Luís Santos, na técnica de manipulação direta de bonecos. A entrada é franca.  
A montagem dá ênfase aos aspectos cômicos e lúdicos da obra de Shakespeare, transpondo a história, que no original se passa em uma ilha remota, no século 16, para o contexto de um circo no interior do Brasil, no início do século 20. A linguagem leve e simples usada pelo grupo dá o tom do espetáculo, que tem trilha sonora de Ivan Halfon, direção de arte de Kátia Piccolin e iluminação a cargo de Luís Santos.  
Na encenação, o mágico italiano Próspero, integrante de uma linhagem de artistas circenses e dono de um circo de grande prestígio no Uruguai, é traído por Alonso Calderón, seu amigo e sócio. Ele acaba perdendo a posse do circo e é mandado embora. Sua partida se dá em meio a um grande temporal, levando apenas alguns poucos pertences e a filha Miranda.
Refugiado no Brasil, Próspero restabelece a vida comandando um pequeno circo itinerante, tendo em sua filha a atração principal como equilibrista. A chegada de Fernando Calderón, o filho de seu antigo sócio, e um novo temporal possibilitam a Próspero reverter a injustiça da qual foi vítima, usando de muita inteligência e um tanto de mágica.
Serviço:
Peça infantil de bonecos “O Senhor dos Temporais”, do Grupo Teatral Auto-Peças. O texto é inspirado na obra “A Tempestade”, do dramaturgo inglês William Shakespeare, sob a direção de Marcio Mattana.
 Datas e horário: dias 24 e 31 de agosto e 7 de setembro de 2014 (domingos), sempre às 11h.
Local: Teatro do Piá (Palacete Wolf – Praça Garibaldi, 7 – Setor Histórico).
Entrada franca.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Sábados com espetáculos gratuitos no Circo da Cidade



O Circo da Cidade “Zé Priguiça”, unidade da Fundação Cultural de Curitiba, instalado no Alto Boqueirão, oferece apresentações gratuitas do espetáculo “Circotidiano – A Vida Virou Circo”, a cargo da Cia. dos Palhaços. As sessões acontecem às 15h dos dias 16 e 30 de agosto (sábados), proporcionando diversão às comunidades, por meio da arte circense.
As performances da Cia. dos Palhaços também tomam conta do Circo da Cidade às quartas, quintas e sextas-feiras, com sessões às 10h e às 14h30, dirigidas a estudantes de escolas municipais e para participantes de entidades sociais de todas as Regionais da cidade. Além disso, nos dias 28 e 29 de agosto, as apresentações integram a Semana Cultural do Programa EduCultura, parceria da Fundação Cultural de Curitiba com a Secretaria Municipal da Educação, que tem por objetivo facilitar e incentivar o acesso dos servidores da Educação a espaços e eventos culturais da cidade.  
A forma descentralizada de atendimento do Circo da Cidade “Zé Priguiça” permite que habitantes dos bairros tenham a oportunidade de conferir as atrações. Os moradores de cada Regional são levados até o local por meio de ônibus especiais, disponibilizados gratuitamente. Cada apresentação recebe um público aproximado de 300 pessoas.   
O espetáculo – A montagem “Circotidiano – A Vida Virou Circo” tem como argumento principal a reflexão sobre o cotidiano das grandes cidades, em especial Curitiba, evidenciando nossa cultura regional por meio do circo. A concepção do show tem como orientação criativa o universo do Palhaço, integrando diversas técnicas circenses, entre elas malabares, acrobacias e números aéreos (trapézio, lira e tecido acrobático).
A Cia. dos Palhaços, criada em 2004, é formado pelos artistas Eliezer Vander Brock (Palhaço Wilson), Felipe Ternes (Palhaço Sarrafo), Milene Lopes Dias (Palhaça Sombrinha), Nathalia Luiz (Palhaça Tinoca) e Rafael Petzet Barreiros (Palhaço Alipio).  
Voltado à pesquisa das variadas vertentes da atuação do palhaço, o grupo fundou, em 2008, o Espaço Cultural Cia. dos Palhaços que, além de espetáculos, promove festivais, mostras, debates e palestras sobre a arte circense.
Oficinas – O Circo da Cidade “Zé Priguiça” também abriga outras atividades. Desde o início deste ano, a JL Espaço Arte comanda as oficinas circenses que movimentam o local. Reconhecida pela qualidade de seus profissionais, a companhia surgiu em 2010 com a proposta de divulgar o conhecimento nas áreas de teatro e dança, com ênfase na valorização da linguagem do circo.
O grupo responde pelas oficinas de Técnicas Aéreas (trapézio fixo, tecido acrobático, lira e corda indiana), Técnicas de Acrobacia (acrobacias de solo, minitrampolim, pirâmide e acrobalance), Técnicas de Manipulação (malabarismo com bolas, aros, claves, diabolôs, swing, com fitas e bandeira, prato chinês, devil stick e bola de contato) e Técnicas de Representação, além da Oficina de Palhaço.
Dirigidas a alunos das escolas da Rede Municipal de Ensino e à comunidade em geral, as oficinas têm por objetivo o desenvolvimento pessoal dos participantes, sem o intuito de profissionalização. As aulas são ministradas às segundas, terças e quartas-feiras, com turmas pela manhã, das 9h às 11h, e à tarde, das 14h às 16h. No total, 80 crianças e adolescentes, na faixa etária de 7 anos a 17 anos, frequentam os dois turnos, sendo que as atividades prolongam-se até o final do ano.  

Serviço:
Circo da Cidade “Zé Priguiça”
Espetáculo “Circotidiano – A Vida Virou Circo”, a cargo da Cia. dos Palhaços.
Apresentações abertas ao público, nos dias 16 e 30 de agosto de 2014 (sábados), às 15h. Classificação livre.
Local: Rua Benedicto Siqueira Branco, s/n – Alto Boqueirão (próximo ao Armazém da Família Jardim Paranaense) – telefone: (41) 3287-5307
Entrada franca.