quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Galera do Planeta na Fazenda


Ministério da Cultura, ADM do Brasil e Grupo Komedi apresentam o espetáculo

Galera do Planeta na Fazenda
De agosto a dezembro, alunos de escolas públicas de todo o Brasil poderão ter contato com uma história divertida e envolvente, que traz à cena as peripécias da Galera do Planeta em uma aventura na Fazenda.
Limeira do Oeste (MG), Campo Grande (MS), Ribeirão Preto (SP), Uberlândia (MG) e Rondonópolis (MT) são algumas das cidades que receberão o projeto.
Com o objetivo de levar arte, conscientização e entretenimento às camadas sociais menos favorecidas, o Grupo Komedi desenvolveu o projeto “Galera do Planeta na Fazenda”, um espetáculo infanto-juvenil que mescla o universo lúdico da criança com questões sobre a preservação do meio ambiente, respeito à natureza e alimentação saudável. Patrocinado pela ADM Brasil, o espetáculo teatral será apresentado em escolas públicas de Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Pará e São Paulo, gratuitamente, de agosto a dezembro.
.
Escrita por Sérgio Valle, a peça traz à cena os personagens Julinha Relógio, Gaivota Gabriel, Baleia Balu e Sr Pinguinho em uma aventura divertida e envolvente. Ao visitarem a serelepe e simpática Vó Ana, que mora na Fazenda Recanto Feliz, eles aprendem um pouco sobre o universo da vida no campo, as tradições rurais e o respeito à natureza. Como muitas crianças da cidade grande, eles não sabiam que grande parte dos alimentos não são fabricados em grandes estabelecimentos, mas cedidos gentilmente pela natureza, a quem tanto maltratamos. Entre risadas e trapalhadas, descobrem inclusive que o leite não vem do supermercado, mas sim da vaca. Seu Antônio, outro morador dessa linda fazenda, conduz os personagens a uma história repleta de ensinamentos, que enfatiza a importância da boa alimentação.
Importante citar que o projeto se realiza com o apoio do Ministério da Cultura e conta com patrocínio da empresa ADM do Brasil.
FICHA TÉCNICA
Autor: Sérgio Valle
Direção: Adriano Veríssimo
Atriz: Clara Nascimento // GlauraLacerda // Filipe Macedo // Alexandre Zanchetta// Marcio De Lucca
Realização: Grupo Komedi
Duração: 45 minutos
Indicação: Livre
SERVIÇO
Limeira do Oeste (MG)
Onde: E. M. Antônio Vicente da Fonseca
Endereço: Av. Argentina, 770 - Joamario
Quando: 10/10 - 10h30 e 16h
Campo Grande (MS)
Onde: Escola Estadual Prof. Ulisses Serra
Endereço: Endereço: Av. Principal 01, s/ nº, Núcleo Industrial
Quando: 13/10 - 9h30 e 15h40
Ribeirão Preto (SP)
Onde: EMEF Prof. Raul Machado
Endereço: Rua Humaitá, 930 - Santa Cruz - CEP: 14020-680 - Ribeirão Preto/SP
Quando: 02/12/2014
Uberlândia (MG)
Onde: Escola Municipal Odilon Custodio Pereira
Endereço: Rua Chapada da Diamantina, 355 | Bairro Seringuerias
Quando: 04/12 - 10h e 16h
Onde: Escola Estadual Osvaldo Rezende
Endereço: Av. Sacramento, nº 154, Bairro: Osvaldo Rezende
Quando: 05/12 - 10h e 16h
Rondonópolis (MT)
Onde: E.E. Ramiro Bernardo da Silva
Endereço: Rua Luís Clemente, s/nº Jardim Pindorama
Quando: 11/12 - 14h e 16h
Onde: Escola Municipal Aparecida de Souza Vetorasso
Endereço: Rua B, Qdra 01 S/N, Bairro Verde Teto
Quando: 12/12 - 9h30 e 15h30

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Peça de teatro de sombras diverte e encanta a criançada



A magia da milenar técnica do teatro de sombras toma conta do Teatro do Piá com o espetáculo infantil “Irmãos Zulus”, que a Companhia Karagozwk apresenta nos dias 16, 23 e 30 de novembro (domingos), sempre às 11h. Criada em 1985, a companhia mantém a tradição de encenar peças inspiradas em contos afro-brasileiros, desta vez dando vida a um dos textos do premiado escritor mineiro Rogério Andrade Barbosa. As imagens são criadas por Marcello Andrade dos Santos, também responsável pela manipulação dos bonecos, sob direção de Luiz Roberto Meira. A entrada é franca.  
A garotada conhecerá um pouco da África, com a história de Malandela. O jovem seguia a trilha de seus irmãos que tinham partido em busca de fortuna. Depois de muito procurar, Malandela os encontrou e, juntos, continuaram a jornada. No caminho passaram por um reino muito estanho, no qual todos os habitantes foram transformados em pedras, vítimas de algum feitiço.
Um ancião contou que a vida poderia voltar ao local, caso os irmãos realizassem três tarefas. Mas quais seriam as tarefas? O escritor Rogério Andrade Barbosa conheceu essa narrativa encantadora entre os Zulus, uma população que vive ao sul do continente africano, perita nas artes de bordar adornos e de contar histórias. Durante o espetáculo, a plateia descobrirá que a vida das formigas é tão valiosa quanto a nossa, bem como a de outros animais. Também conhecerá lindas princesas de pedra e terá contato com a sabedoria do universo africano e o quanto ela pode nos inspirar e ensinar.
A técnica de teatro de sombras, que consiste na projeção de sombras por meio da manipulação de bonecos de varas entre uma luz e uma tela, já era conhecida na China, antes de Cristo. Atualmente, essa arte milenar se enquadra no gênero de teatro de bonecos e de formas animadas, sendo considerada protótipo do cinema e da animação com marionetes.
Um dos únicos grupos no Brasil a dominar a técnica do teatro de sombras, a Companhia Karagozwk produz em seu ateliê todo o equipamento necessário para a criação de imagens em tempo real. Coordenada e dirigida pelo seu fundador, Marcello Andrade dos Santos, a companhia curitibana acumula premiações e é citada desde 2009, pelo Dicionário do Teatro Brasileiro, como referência nessa arte. Em “Irmãos Zulus”, a iluminação é de Cassio Murilo, com pesquisa e trilha sonora de Ivan Halfon, com assistência de Gilmar Rodrigues, figurinos de Rose Matias e narração de Ronald Pinheiro, sendo que a voz do ancião é de Tarcisio Alencar Meira.
Serviço:
Peça de teatro de sombras “Irmãos Zulus”, com a Companhia Karagozwk.
Datas e horário: dias 16, 23 e 30 de novembro de 2014 (domingos), às 11h.
Local: Teatro do Piá (Palacete Wolf – Praça Garibaldi, 7 – Centro).
Classificação livre
Entrada franca

CAIXA CULTURAL CURITIBA OFERECE OFICINA DE ORIGAMI


Atividade ensina a pais e filhos técnicas da arte milenar japonesa que estimula a memória, a concentração e a criatividade


A CAIXA Cultural Curitiba oferece, por meio de seu Programa Educativo Gente Arteira, a oficina Origami – Arte e Educação, no dia 29 de novembro, das 15 às 17 horas. A ação visa aproximar, por meio de uma atividade lúdica, pais e filhos, que terão a oportunidade de aprender os conhecimentos básicos da arte milenar japonesa de dobraduras em papel. A atividade é direcionada a crianças de 6 a 12 anos, acompanhadas de seus pais. As inscrições devem ser feitas de 22 a 27 de novembro de 2014, pelo e-mail caixacultural08.pr@caixa.gov.br.  
A oficina será ministrada por Yurie Handa, formada em Desenho Industrial e que apresenta em seu currículo diversos cursos de origami realizados no Japão. Yurie conta que o origami “é uma atividade tradicional das famílias de imigrantes japoneses, que ainda se reúnem em datas específicas para a confecção desta arte milenar em prol da saúde, união, felicidade, festividade e prosperidade”. Por se tratar de um costume familiar, surgiu a ideia de realizar a oficina conjunta para os pais e filhos, que irão “aprender origami se divertindo e, principalmente, compartilhando novos conhecimentos”.
Origami
Segundo Yurie, o origami no Brasil é muito conhecido, embora pouco praticado, situação que vem mudando inclusive com a inserção da arte da dobradura no currículo de algumas escolas.
“Ori” vem do verbo “oru” (dobrar) e “gami” vem da palavra “kami” (papel). A prática ajuda no desenvolvimento intelectual, pois estimula a memória, a concentração, desperta a criatividade e trabalha a psicomotricidade, sendo recomendado para todas as idades.
Está prevista a realização de oficinas também para escolas a partir de fevereiro de 2015.



Serviço:
Oficina Origami – Arte e Educação
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 29 de novembro de 2014
Horários: sábado, das 15h às 17h
Inscrições: de 22 a 27 de novembro de 2014, pelo e-mail caixacultural08.pr@caixa.gov.br
Classificação etária: Não recomendado para menores de 6 anos
Lotação: 20 vagas (sendo 10 para os pais e 10 para os filhos)

terça-feira, 11 de novembro de 2014

A Árvore do Halloween de Ray Bradbury



A Árvore do Halloween
de    Ray Bradbury
Título Original:     The Halloween Tree
Tradutor:     Natalie Gerhardt

Páginas:     160
Formato:     16 x 23 cm


O MESTRE DA FICÇÃO CIENTÍFICA RAY BRADBURY ESCREVENDO PARA JOVENS

Na noite do dia 31 de outubro, em uma pequena cidade dos Estados Unidos, oito garotos vestem suas fantasias e saem às ruas em busca de “Gostosuras ou Travessuras”. Ao perceberem o desaparecimento de um nono integrante, o grupo decide explorar a casa mal-assombrada do outro lado da imensa ravina. Nos fundos da propriedade, eles descobrem uma gigantesca e magnífica árvore, repleta de abóboras de diferentes tons, formas e tamanhos. Em cada uma delas, há um rosto talhado. Eles nem imaginam o que estão prestes a conhecer.

A trama, por meio de metáforas e personagens históricos, dá uma aula a respeito desta data tão comemorada ao redor do planeta. Os jovens, na perseguição pelo amigo desaparecido, viajam pelo tempo, passando pelo Egito Antigo, pela Grécia dos filósofos, e pela Paris medieval, aprendendo as origens do Halloween, bem como o porquê do terror, das mortes e das assombrações associados a ele.




um lançamento



segunda-feira, 10 de novembro de 2014

PEÇA "PLANETA ÁGUA" É APRESENTADA EM ESCOLAS DE CAMPINAS E REGIÃO





“PLANETA ÁGUA” ENVOLVE CRIANÇAS PARA MOSTRAR A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA
 
Com apoio da Pernambucanas, peça será apresentada gratuitamente
em diversas escolas de Campinas (SP) e região
 
Durante todo o mês de novembro, alunos de escolas públicas de Campinas e região poderão se divertir e, ao mesmo tempo, se emocionar com o espetáculo ‘Planeta Água’. O projeto, patrocinado pelas Pernambucanas, tem como objetivo levar arte, entretenimento e conscientização por meio de apresentações gratuitas. Estão programadas performances em diversas escolas públicas de Bragança Paulista, Amparo, Campinas, Mogi-Mirim, Itapira e Socorro.
 
Produzida pelo Grupo Komedi e encenado pela Cia. Metrópole, ‘Planeta Água’ mescla o universo lúdico da criança com questões sobre a importância da água, a preservação do meio ambiente e o respeito à natureza. A peça aborda, ainda, o uso ideal de água no dia a dia em um período particularmente importante, quando o estado de São Paulo enfrenta uma das maiores secas de sua história.
 
Escrita por Sérgio Valle e direção de Adriano Veríssimo, a peça traz à cena os personagens Julinha Relógio, Sr. Pinguinho, Vovô Pingão, Murilo, Gaivota Gabriel e Baleia Balu. Curioso como ele só, o Sr. Pinguinho quer saber tudo sobre a água em nosso planeta e o porquê de ela estar acabando. Aos poucos, com a ajuda da família e amigos, Pinguinho vai descobrindo de onde a água vem, para onde vai e como desperdiçamos este recurso muitas vezes sem pensar. A finalidade do espetáculo é, portanto, despertar nas crianças o respeito à água, lançando mão de uma história envolvente e que utiliza melodias cantadas e narrativas em tom de comédia para facilitar a compreensão dos alunos.
 
Outros temas que também se destacam em ‘Planeta Água’ são a reflexão sobre a preservação do meio ambiente, a relação com a família e com os amiguinhos, a realização de desejos, a busca da felicidade, a superação dos medos e a construção de uma sociedade melhor.
 
Ao todo são quinze escolas participantes do projeto e que receberão, ainda, a doação de cerca de três mil livros. Serão 30 apresentações de 3 a 28 de novembro que contemplarão mais de 4.600 crianças.
 
Confira onde a peça estará*:
 

 
Campinas
Datas: 7, 17, 18 e 19 de novembro
Sessões: às 10h e às 14h
Escolas: EEProf. João Fiorello Reginato | CEI Nave-Mãe Prof. Milton Santos | EMEF Elvira Muraro | EE Eduardo Barnabé
 
Mogi Mirim
Datas: 13 e 14 de novembro
Sessões: às 10h e às 14h
Escolas: EMEB Helena dos Santos Alves | EMEB Nelson Neves de Souza
 
Itapira
Datas: 20 e 21 de novembro
Sessões: às 10h e às 14h
Escolas: EMEB Dr. Marco Antonio Libanio dos Santos | EMEB Gilmery Vasconcelos Pereira Ulbricht
 
Socorro
Datas: 26, 27 e 28 de novembro
Sessões: às 10h e às 14h
Escolas: EM Profa. Esther de Camargo Toledo Teixeira | EM Profa. Benedicta Geralda de Souza Barbosa | EM Prof. Eduardo Rodrigues de Carvalho
 
*somente para estudantes
 
Ficha Técnica
Autor: Sérgio Valle
Direção: Adriano Veríssimo
Elenco: Clara Nascimento / Glaura Lacerda / Filipe Macedo / Alexandre Zanchetta / Marcio de Lucca
Realização: Grupo Komedi
Duração: 45 minutos
Indicação: Livre

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Fica em cartaz até o final de novembro a peça infantil Espaguete, uma aventura no navio



Espetáculo da Cia dos Badulaques está em cartaz no Top Teatro, domingos, 11h da manhã, até 30 de novembro
A Cia dos Badulaques apresenta até o dia 30 de novembro o espetáculo infantil “Espaguete, uma aventura no Navio”, no Top Teatro (rua Rui Barbosa, 201, Bel Vista SP), todos os domingos, 11h da manhã. A peça conta com promoção da TV Cultura e com os seguintes apoios: Adria, uma das principais marcas de massas do país, Moscatel Doceria, Cantina C... que Sabe!, Dekora, Playschool e Raquel Martins Produção Musical.
Com direção de Danilo Miniquelli e Jô Bittencourt, Espaguete, uma aventura no navio, aborda de forma lúdica a imigração de uma família italiana ao Brasil e destaca a importância do amor, da amizade e do companheirismo entre as pessoas. A peça é um texto original da Cia dos Badulaques, de autoria de Ronaldo Villar e com canções originais de Jô Bittencourt, além de músicas já consagradas das culturas italianas e brasileiras. O espetáculo conta a história de três curiosas e aventureiras crianças que certo dia descobrem um navio ancorado e abandonado em um porto da Itália e decidem explorar seu interior. O que eles não esperavam é que dentro desse navio moravam criaturas mágicas e misteriosas, que estão aprisionando toda a cultura Italiana.  Agora, os irmãos precisam fazer de tudo para salvar a cultura italiana e não deixar que todos os costumes e tradições de seu país sejam esquecidos para sempre. Será que eles conseguem sair dessa confusão e resgatar a cultura italiana?

Sobre a Cia dos Badulaques
Formada em 2008, a Cia se dedica a projetos de estudo, como forma de se aprofundar e conhecer diferentes linguagens teatrais. Entre as peças do seu portfólio está o infantil Espaguete, uma aventura do navio e o drama Esquizofrenia Feminina, que aborda o universo feminino pela visão de dois homens. Além dos espetáculos, a Cia realiza projetos sociais como “Contação de histórias” e o “Poesia de Badulaques”, que têm por objetivo disseminar o gosto pela leitura e criação da poesia, oficinas teatrais e intervenções artísticas. Para mais informações do grupo, siga a página no Facebook: www.facebook.com/ciabadulaques e acesso também o site: http://ciadosbadulaques.wix.com/badulaques.
Ficha técnica
Peça: Espaguete, uma aventura no navio
Elenco: Daniela Sevilha, Danilo Miniquelli, Greice Fioronti, Juliana Varroni, Julianna Lino, Leandro Dona, Ronaldo Villar e Silene Cristina
Autor: Ronaldo Villar
Direção: Danilo Miniquelli e Jô Bittencourt
Direção Musical: Jô Bittencourt
Música Original: Jô Bittencourt
Figurinista e coreografo: Leandro Dona
Operador de luz: Jô Bittencourt
Produção e Realização: Cia dos Badulaques
Estúdio de Gravação: PlaySchool
Assessora de imprensa: Daniela Sevilha
Patrocínio: Adria
Apoio: Moscatel Doceria, Cantina C... que Sabe!, Dekora, Playschool, Raquel Martins Produção Musical

Local: Top Teatro (rua Rui Barbosa, 201 – Bela Vista)
Duração: 50 minutos
Horário: domingos - 11h da manhã
Censura: livre
Ingresso: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia entrada para estudantes e aposentados)
Temporada: 5 de outubro a 30 de novembro – aos domingos
Gênero: Infantil
Plateia: 60 pessoas
Página no Facebook: https://www.facebook.com/ciabadulaques
Site da Cia:
http://ciadosbadulaques.wix.com/badulaques

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Caça ao homem (Vol. 1 A Vingança dos Deuses) de Christian Jacq




Caça ao homem (Vol. 1 A Vingança dos Deuses)
de Christian Jacq


Título Original: La Vengeance des Dieux

Tradutor: Jorge Bastos


Páginas: 392

Formato: 16 x 23 cm


         

  
UM SUSPENSE VICIANTE. A NOVA SÉRIE DO AUTOR DE RAMSÉS



Quando Kel, um jovem e promissor escriba do escritório de intérpretes, descobre que seus colegas de equipe foram misteriosamente assassinados, seu pânico é geral. Em desespero, ele foge do prestigioso local com um documento codificado, sem desconfiar que isso pode fazer com que ele se torne o principal suspeito de um grave caso de Estado. Para piorar, o Egito está num momento crucial de sua história. O beberrão e preguiçoso faraó interessa-se apenas pela Grécia e não vê crescer em suas fronteiras a preocupante ameaça dos persas.

Nesse clima deletério, alguém maquinou um plano contra o jovem Kel. Sozinho e perseguido pela polícia do reino, ele precisa decifrar o código do misterioso papiro para provar sua inocência. Suas possibilidades de sair vivo da aventura parecem ínfimas. A menos que os deuses finalmente o ajudem!


O AUTOR

·     Christian Jacq nasceu em Paris, em 1947, é um renomado egiptólogo, doutor em Estudos Egípcios pela Universidade de Sorbonne e autor de dezenas de livros sobre o assunto, entre trabalhos acadêmicos e livros de ficção.

·     No Brasil, o autor alcança a marca de 600 mil exemplares vendidos.

·     A saga foi considerada pela crítica francesa e pelos fãs o melhor livro do escritor em anos, tendo figurado em posição de destaque nas listas de mais vendidos da França.



O Destino (Vol. 8 As aventuras do Caça-Feitiço) de Joseph Delaney




O Destino (Vol. 8 As aventuras do Caça-Feitiço)
de Joseph Delaney
 

Título Original: The Spook s Destiny

Tradutor: Ana Resende



Coleção: As aventuras do Caça-Feitiço

Páginas: 288

Formato: 14 x 21 cm



  
A NOVA AVENTURA DA SÉRIE QUE CONQUISTOU MILHÕES DE AFICIONADOS EM TODO O MUNDO



O Caça-feitiço, Tom e Alice continuam fugindo da guerra no Condado e, desta vez, foram parar na Irlanda. Lá, Tom precisará enfrentar um grupo de magos ansiosos por banir o Caça-feitiço e seu aprendiz de suas terras e aumentar seus poderes malévolos.

Essa perigosa missão levará Tom até a Espada do Destino, uma lâmina com um lado obscuro e ávida por sangue... Será que essa nova arma dará a ele alguma chance na luta contra o Maligno?

Uma coisa é certa: para sobreviver, Tom precisará de treinamento, e somente Grimalkin, a feiticeira assassina, poderá ajudá-lo.

Será a batalha das trevas contra as trevas.

·     A série As aventuras do Caça-feitiço já vendeu mais de 100 mil exemplares no Brasil.


O AUTOR
Joseph Delaney mora em Lancashire, Inglaterra, com sua mulher. Tem três filhos e quatro netos. Sua casa fica no coração do território dos ogros, e em sua aldeia há um deles conhecido como Bate-Portas, enterrado sob a entrada de uma casa próxima à igreja. Acredite se quiser: a casa mal-assombrada emO aprendiz realmente existiu! Quando criança, Joseph morou numa casa assim, em Preston, onde tinha um pesadelo recorrente. No sonho ele se via sentado em um tapete na sala enquanto a mãe tricotava. Então, começava a sentir um frio sinistro e, do depósito de carvão no porão, subia uma sombra que o levava à força para o escuro. E o que era mais assustador... seus irmãos tinham o mesmo pesadelo! A casa foi demolida por causa disso; portanto, ele jamais poderá voltar lá.




LANÇAMENTO






Teatro Novelas Curitibanas apresenta espetáculo infantil neste fim de semana





            Como parte da programação especial dedicada ao Mês das Crianças, o Teatro Novelas Curitibanas apresenta neste sábado e domingo (25 e 26), às 15h, a peça infantil “Vitamina”, produzida pela Trupe da Saúde. O grupo de palhaços utiliza a linguagem “clown” para divertir as crianças com jogos, brincadeiras e improvisações. A entrada é gratuita.
            O espetáculo “Vitamina” surgiu em julho de 2009 quando foram suspensas as visitas dos artistas voluntários aos hospitais, devido ao surto da gripe H1N1. Neste período, a Trupe optou por continuar se encontrando na para aprofundar a pesquisa sobre a linguagem do palhaço, que já era realizada durante o desenvolvimento do projeto. Dessa forma, de maneira independente e como resultado de um processo de pesquisa, a Trupe da Saúde montou seu primeiro espetáculo para o palco.
“Vitamina” é composto por cenas curtas que abordam temas variados e exploram particularidades da linguagem do palhaço, como a revelação dos enganos e fraquezas humanas, a busca pelo ridículo, contradição e exagero, e a exposição dos sentimentos do ator. O “ser palhaço” torna-se um exercício de auto-conhecimento, de percepção do outro e exploração do espaço.
De maneira leve e descontraída, os palhaços levaram o jogo de improvisação dos hospitais para o palco do teatro. No elenco estão os atores Bruno Lopes (Dr. Lurdes), Camila Jorge (Dra. Carmela), Frank Sousa (Dr. Caramelo), Isabela Sundin do Lago (Dra. Girassol) e Hique Veiga (Dr. Ipisis Literis).

Serviço:
Espetáculo infantil “Vitamina”, com a Trupe da Saúde
Local: Teatro Novelas Curitibanas – R. Carlos Cavalcanti, 1222 – São Francisco
Datas e horário: 25 e 26 de outubro de 2014 (sábado e domingo), às 15h
Entrada franca.


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Bauru recebe apresentações gratuitas do espetáculo "TV sem controle"



Programa de Ação Cultural, Panco (carinho, amor e dedicação) e Cia Asfalto de Poesia apresentam

O Olhar da Criança


O projeto leva para diversas cidades arte, entretenimento e educação através de apresentações gratuitas do espetáculo “TV sem controle” e oficinas para professores da rede pública.


No próximo dia 23, o espetáculo "Tv sem Controle" será apresentado ao público no Teatro Universitário da Faculdade de Odontologia, em Bauru.

Durante os meses de setembro e outubro, cinco cidades do estado de São Paulo recebem o projeto “O Olhar da Criança”. Desenvolvido pela Cia Asfalto de Poesia e patrocinado pela Panco, o projeto leva para São Paulo, Campinas, Santos, Taubaté e Bauru apresentações gratuitas do espetáculo “TV sem controle” e oficinas de arte-educação para professores da rede pública de ensino. As apresentações do espetáculo acontecem em teatros, para o público em geral, e também em escolas da rede pública, em apresentações fechadas aos alunos das instituições.

No espetáculo “TV sem controle”, a Cia Asfalto de Poesia trabalha com a linguagem da palhaçaria e traz à cena a lúdica história de três crianças que se reúnem para brincar na casa da vovó. A brincadeira acaba quando, em meio a uma grande confusão, quebram seu brinquedo favorito: a TV. Para esconder o que aconteceu, elaboram planos divertidos e absurdos e, sem perceber, acabam descobrindo momentos mágicos ao se aproximarem uma das outras e da avó. “TV sem controle” retrata de forma divertida e emocionante o encontro de duas fases da vida, a velhice e a infância, resgatando o valor da amizade e as brincadeiras tradicionais de criança.

Além das apresentações gratuitas do espetáculo, a Cia Asfalto da Poesia promove nas cidades visitadas a oficina “O Olhar da Criança”, que dá nome ao projeto. Ela instrumentaliza os professores da rede pública de ensino para que aproveitem a experiência teatral no desenvolvimento de conteúdos dento de sala de aula, reforçando aos pequenos a importância da arte, da amizade, das brincadeiras e das relações interpessoais entre as diferentes gerações. Já é de conhecimento que a arte e as brincadeiras tradicionais de infância são de extrema importância e devem ser estimuladas, uma vez que desenvolvem capacidades como a comunicação, a criatividade e a autonomia, e contribuem para a formação da identidade da criança. Estudos recentes nortearam o projeto desenvolvido pela Cia Asfalto de Poesia, que também trata da relação da criança com a TV e com o consumismo, temas de grande importância na sociedade atual nesta oficina.

Para participar das oficinas, os profissionais de ensino devem entrar em contato com a Secretaria de Educação do Município, que tem maiores informações a respeito. Já os pimpolhos que queiram se divertir, basta ser aluno de alguma instituição beneficiada ou ficar atento à programação cultural de sua cidade, pois os ingressos serão distribuídos de acordo com a quantidade de assentos disponíveis nos Teatros visitados.

Ficha Técnica

Gênero | Comédia
Categoria | Infantil
Classificação Etária | Livre
Duração | 50 min

Dramaturgia, Direção e Pesquisa | Cia. Asfalto de Poesia
Elenco | Amanda Massaro, Caio Marinho, Marcela Sampaio e Maria Silvia do Nascimento
Música original | Thiago Freire
Concepção cenográfica | Alexandre Lindo e Clarissa Lima
Sonoplastia | Maria Silvia do Nascimento
Cenografia | Alexandre Lindo e Caio Marinho
Brinquedos | Paparicos e Cia.
Fotografia e áudio-visual | Michel Igielka e Erick Monstavicius
Concepção de luz | Cleide Amorim
Programação Visual  (conceito) | Alexandre Lindo e Clarissa Lima
Programação Visual (execução) | Rafael Victor
Produção Geral | Maria Silvia do Nascimento e Yohana Back
Orientação pedagógica | Alexandre Lindo, Giseli Lourenço e Marcela Sampaio
Fotos e vídeosMichel Igielka e Yohana Back.
Equipe técnica | Cleide Amorim, Junior Docini, Renato Mendes, Wilson Saraiva

Serviço

Apresentação do espetáculo “TV sem controle” aberta ao público:
Data: 23/10 às 19h (retirada das senhas com 01h de antecedência)
Local: Teatro da Faculdade de Odontologia de Bauru
Endereço: Al. Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75 Vila Universitária

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Grupo educacional doa mais de 3 mil livros para Tubotecas e escolas municipais






A Fundação Cultural de Curitiba e a Secretaria Municipal de Educação receberam, nesta quinta-feira (2), a doação de livros arrecadados pela rede de colégios Dom Bosco como presente de “casamento” para as prefeituras de Curitiba e do Rio de Janeiro. O evento no Palacete Wolf formalizou a entrega de mais de 3 mil títulos de diversos gêneros que estarão disponíveis nas tubotecas, casas de leituras, escolas da rede municipal de ensino e os centros municipais de educação infantil (CMEI). Participaram da cerimônia a coordenadora de literatura da FCC, Mariane Filipak Torres, a chefe de gabinete da SME, Fernanda Boroski Krueger, Cristiane Sliva, coordenadora pedagógica do colégio Dom Bosco na sede Mercês e a diretora administrativa do grupo, Camila Lorenz.

Para Cristiane Sliva, coordenadora pedagógica do colégio Dom Bosco na sede Mercês – onde foi arrecadado o maior número de livros – a ideia da lista de presentes da prefeitura foi de encontro com a campanha de doação de livros que já estava acontecendo na instituição. “A leitura enriquece o imaginário infantil, e queremos proporcionar isso a outras crianças. Por isso lançamos o desafio em todas as turmas. A mobilização foi tanta que até os pais se empolgaram em ajudar”, disse.

A turma vencedora do desafio foi a do segundo ano do colégio da sede Mercês, que conta com 20 alunos na faixa dos seis anos. Como prêmio eles ganharam uma visita ao Palacete Wolf, onde puderam acompanhar uma contação de história do mediador de leitura Alisson Freyer, com o livro “Contos do bicho do mato”, do autor Ricardo Azevedo. Também conheceram o processo de triagem que os livros passam antes de estarem disponíveis para a população.

Cidadania 
- Segundo Fernanda Boroski Krueger, a iniciativa das crianças promove o exercício da cidadania. “Faz com que elas busquem contribuir e ajudar as demais crianças que necessitam e não tem tanto acesso como elas. Além de ser um incentivo a mais a leitura”, afirma a chefe de gabinete da SME.
Para Mariane Torres a campanha só valoriza mais a questão de circulação dos livros, de não deixar o acervo parado em casa e o compartilhamento dos bens culturais da cidade. “Foi muito bacana a mobilização das crianças e é importante pra eles saberem pra onde esses livros vão e o que vai ser feito com eles. Por isso achamos importante eles terem vindo aqui conhecer”, disse.