quinta-feira, 27 de junho de 2013

A DIVERSÃO É LIVRE NA CAIXA CULTURAL CURITIBA






Espetáculo “Felizardo” mistura música, circo e teatro para alegria das crianças de todas as idades





A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, nos dias 6 e 7 de julho (sábado e domingo), o musical infantil “Felizardo”, do grupo paulistano Banda Mirim. A peça narra um dia na vida de Aurora e seu amigo imaginário Felizardo, que partem em uma expedição para descobrir o mundo. O espetáculo, com texto e direção de Marcelo Romagnoli, é costurado por canções de Tata Fernandes, Zeca Baleiro e Nô Stopa. A trupe realiza também a oficina “Aprendendo a ouvir”, para crianças de 7 a 12 anos.



“Felizardo” utiliza teatro, música e circo para contar a história de Aurora, abordando o reino da natureza e do folclore. O espetáculo recebeu, em 2005, o prêmio de melhor espetáculo musical, da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), e melhor trilha original, no Prêmio Femsa de Teatro Infantil. “O espetáculo fala da descoberta do mundo, as brincadeiras de rua, o universo mítico da floresta e do folclore, e os primeiros ‘problemas’ da infância, em uma pequena odisséia na vida de duas crianças”, explica o diretor.



Em clima de palco-picadeiro, a música é tocada ao vivo, durante a peça, apresentando diversos ritmos brasileiros, como forró, samba, rock, e instrumentos como o contrabaixo, sanfona, sopros e percussão.



No palco, 10 artistas – entre atores, músicos, cantores e circenses – criam a atmosfera poética e divertida do universo infantil, capaz de entreter crianças, a partir dos três anos, e enredar os adultos com suas memórias afetivas. Brincadeiras de pega-pega, boneca de pano e empinar pipa; molecagens como acordar minhoca e fugir do banho; elementos do circo como perna de pau, lira, acrobacias e malabares; ou ainda lendas folclóricas como Saci e Mula Sem Cabeça estão presentes na montagem.



Banda Mirim:

Sediada na cidade de São Paulo e com nove anos de atividade, a Banda Mirim é composta por artistas de várias áreas (atores, músicos, cantores e artistas circenses) e inúmeros colaboradores. Contabilizando cerca de 100 mil espectadores, 600 apresentações, dois CD, dois programas especiais para televisão, uma série em jornal e mostras de repertório, a banda tem ainda as produções “O Menino Teresa” (2007), “Sapecado”, (2008), “Espoleta” (2010) e “Rádio Show” (2011). “Felizardo” é a primeira produção do grupo, criada em 2004.



Ficha Técnica:

Texto e direção: Marcelo Romagnoli

Elenco: Tatiana Thomé, Rubi, Tata Fernandes, Simone Julian, Nina Blauth, Nô Stopa, Foquinha, Olívio Filho, Lelena Anhaia, Edu Mantovani

Músicas: Tata Fernandes, Nô Stopa, Zeca Baleiro

Direção musical: Banda Mirim

Luz e espaço cênico: Marisa Bentivegna

Duração: 60 minutos



Serviço:

Musical: “Felizardo”

Data: 6 e 7 de julho de 2013 (sábado e domingo)

Hora: sábado às 18h, domingo às 15h e 18h

Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)

Ingressos: À venda a partir de 02 de julho. R$ 10 e R$ 5 (meia – conforme legislação e correntista CAIXA)

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta-feira das 12h às 20h, sábado e domingo das 14h às 18h)

Classificação etária: Livre para todos os públicos

Lotação: 125 lugares (2 para cadeirantes)



Oficina: Aprendendo a Ouvir – Noções básicas da estrutura musical

Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)

Data: 6 de julho de 2013 (sábado)

Horário: das 14h às 15h30

Público-alvo: Crianças de 7 a 12 anos

Inscrições gratuitas: A partir desta quinta-feira (27) pelo endereço caixacultural08.pr@caixa.gov.br. O resultado será divulgado no dia 3 de julho por e-mail

Vagas: 15

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Vagalumice de Laurent Cardon





Vagalumice


de Laurent Cardon


Nº DE PÁGINAS: 48
FORMATO: 26 x 17 cm
CORES: 4 x 4

IDADE: a partir de 6 anos
 
Leitor Iniciante

Parte da coleção Que Bicho sou eu?, composta pelos livros Aranha por um fio e Sapo a Passo, Vagalumice é o mais recente livro do francês Laurent Cardon.

A obra conta a história de um filhote vaga-lume que vai pela primeira vez à escola. Lá ele terá que aprender a se comunicar corretamente com a sua espécie, por meio de sua luz pisca-pisca. No entanto, alguma coisa sai errada para o pequeno vaga-lume – sua luz brilha muito mais do que a dos seus companheiros de classe. Com a ajuda de sua amiga e do médico vaga-lume, ele soluciona o seu problema de maneira bem diferente.

Utilizando-se somente de imagens, Laurent permite ao leitor imaginar uma infinidade de possíveis histórias e diálogos para essa turma de vaga-lumes.


O LIVRO

O sonho do vagaluminho era brilhar. Porém, primeiro ele
precisava crescer para poder ter a sua própria luz. Quando
finalmente chega o momento, algo explosivo acontece! Como
será que o vaga-lume vai lidar com essa mudança?
O terceiro livro da série Que bich o sou eu? apresenta as
metamorfoses vividas por dois vaga-lumes: um que brilhava
de menos e um que brilhava de mais. Acompanhe essas
transformações da vida dos animais de pertinho, nesse
adorável livro-imagem de Laurent Cardon.



Laurent Cardon
Por Ele Mesmo




Sou francês, radicado em São Paulo desde 1995. Foi no Brasil que ilustrei meu primeiro livro e hoje poderia constituir uma biblioteca. Os livros Alecrim, escrito por Rosa Amanda Strausz, e Procura-se Lobo, de Ana Maria Machado, que ilustrei, foram premiados pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (fnlij). Abri em São Paulo meu estúdio citronvache (www.citronvache.com.br). Quando não faço livros, leciono cinema e divido meu tempo em vinte e quatro imagens por segundo, fazendo desenhos animados, comerciais, séries ou longas-metragens que me levaram a viajar pelo mundo: Espanha, China, Coreia e, recentemente, Vietnã.


Lançamento



quinta-feira, 13 de junho de 2013

FESTIVAL DE MÚSICA INFANTIL PEIXE BOI


***
FESTIVAL DE MÚSICA INFANTIL PEIXE BOI
O Festival de Música Infantil Peixe Boi reúne em Junho de 2013, durante 6 dias na Praça “Victor Civita” em São Paulo, apresentações de 15 artistas representativos da música para crianças.
Dias 14, 15 e 16 / 21, 22 e 23 de junho de 2013, às 15h.
Todos os shows serão realizados gratuitamente.
Uma mostra inédita de música que irá reunir atrações musicais de nichos e estilos variados da música popular brasileira para crianças, como cantigas de roda, contadores de histórias, teatro de bonecos, dança, mamulengos, literatura popular, folclore e outras manifestações artísticas ligadas à criança e ao adolescente.
Apresentam-se artistas que estão se revelando no cenário nacional com trabalhos de extrema qualidade e que mostram diferentes propostas musicais, oriundos das mais diversas regiões e que vem resgatando, preservando e difundindo a cultura popular para crianças.
14/06 – sexta-feira
- Wagner Freire e Cia. Lira dos Anjos – “O Ganso de Ouro”.
- Paulo Bira convida Trupe Pé de Histórias– “Brasileirinhos”
15/06 – sábado
- Aline Cântia e Chicó do Céu – Contadores de Histórias
- Cia. Cabelo de Maria convida Lis Smith – “São João do Carneirinho”
16/06 – domingo
- Girasonhos convida Giba Pedroza e Valdeck de Garanhuns - “Roda de Histórias”
21/06 – sexta-feira
- Inimar dos Reis convida grupo Beija Fulô – “Criança da Terra”
22/06 – sábado
- Tempo de Brincar – “Tranças do Tempo”
- Giba Pedroza - “Canciones, Cuentos e Versitos Para Chiquititos”
23/06 – domingo
- Barbatuques – “Tum Pá”
Ficha técnica
Realização: Pôr do Som Produções Culturais
Coordenação Geral: Patrick Karassawa
Direção de Produção: Laura Lopes
Direção artística: Sérgio Mendonça
Comunicação e Marketing: Patrick Karassawa
Projeto Visual, Cenário e Ilustrações: Letícia Rita
Assessoria Administrativa: Janaina L. Santos
Produção: José Marcos P. Bueno
Apoio Praça Victor Civita
Projeto realizado com apoio do Governo de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura, Programa de Ação Cultural 2012.
Local: Praça Victor Civita
Rua Sumidouro, 580 – Pinheiros - (11) 3372-2303
O local tem capacidade para 400 pessoas e condições de acessibilidade para portadores de deficiência ou mobilidade reduzida.
http://pracavictorcivita.org.br/
Livre para todos os públicos

Circo da Cidade oferece espetáculos no mês de junho




O Circo da Cidade “Zé Priguiça”, uma das unidades da Fundação Cultural de Curitiba, continua desenvolvendo intensa programação de oficinas e apresentações circenses. Aulas e espetáculos dirigidos a escolas municipais e entidades sociais das Regionais curitibanas acontecem durante a semana, sendo que, aos sábados, o show que toma conta do espaço, sempre às 15h, também recebe o público de toda a cidade, com entrada franca.

Nos dias 15, 22 e 29 de junho, a atração fica a cargo da Companhia Coutinho e Gabardo Empreendimentos Artísticos, selecionada por meio do Edital de Difusão em Circo do Fundo Municipal da Cultura, que apresenta a montagem Obras no Picadeiro. O roteiro do espetáculo tem como argumento principal a narração do cotidiano de um canteiro de obras e suas peculiaridades, no qual as situações mais simples acabam se tornando muito complexas.

A história mostra os problemas que surgem e como os trabalhadores sempre acabam resolvendo as questões de forma lúdica, inusitada e com muita destreza, cumprindo as metas que são impostas pelo chefe. Cenas como a utilização de materiais de segurança, distribuição de metas e funções, montagem do cenário e refeição dos trabalhadores destacam valores como respeito, trabalho em equipe e as relações entre trabalhadores e patrão.

O diferencial de Obras no Picadeiro está na utilização de personagens circenses cômicos, que efetuam malabarismo e acrobacias em cenas de alto nível técnico, usando martelos, pincéis, chaves de fenda, andaimes e capacetes, ao lado de aparelhos tradicionais do circo, além de argolas, claves, bolas e diábolos. A linguagem clown tem por objetivo fazer a plateia ter uma visão lúdica do dia a dia.



Serviço:

Circo da Cidade “Zé Priguiça”. 

Apresentações do espetáculo Obras no Picadeiro, com a companhia Coutinho e Gabardo Empreendimentos Artísticos, abertas ao público de toda a cidade.

Local: Rua Benedicto Siqueira Branco, s/n – Alto Boqueirão (próximo ao Armazém da Família Jardim Paranaense) – telefone: (41) 3287-5307.

Dias e horário: dias 15, 22 e 29 de junho, sempre às 15h.

Entrada franca.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Bom de briga de Markus Zusak



   

Bom de briga

de  Markus Zusak   

Páginas:     208
Formato:     14 x 21 cm




Na continuação do sucesso O azarão, Markus Zusak apresenta o emocionante Bom de briga. Se no primeiro título o autor traz um romance de formação de um jovem incorrigível, infeliz consigo mesmo e com sua condição marginalizada, agora ele exibe dois irmãos em busca de um propósito na vida.

 Bom de briga retrata a evolução dos irmãos Cameron e Ruben Wolfe como seres humanos. No primeiro livro, a dupla estava sempre atrás de algo errado para fazer. Dessa vez eles entram no mundo das lutas amadoras de boxe, buscando independência para suas vidas. Enquanto Ruben mostra um talento nato para a coisa, o outro tenta apenas sobreviver.

 Tudo que é ruim é normal no dia a dia da família Wolfe: como os silêncios, as brigas, a pobreza, a mediocridade. Eles já se acostumaram com isso e sempre têm uma justificativa para tanto. Cameron, o mais novo, é o exemplo do jovem batalhador. Desde cedo apanha e se levanta, mostrando que o que importa não é a força da pancada, mas se você tem a força necessária para se reerguer.

 É interessante notar como Zusak intercala, dentro do mesmo capítulo, cenas do passado e do presente dos personagens, ressaltando a diferença dos seus sentimentos ao longo do tempo.



O AUTOR
Markus Zusak nasceu em 1975 em Sydney, Austrália. É filho de imigrantes e caçula de quatro irmãos. Passou a maior parte de sua infância jogando futebol e brigando com seus irmãos e amigos, mas começou a escrever aos dezesseis anos. Estudou na universidade durante quatro anos, mas estava mais preocupado com sua escrita. Vive em Sydney onde é professor em meio período.





Lançamento





 

MEDINHO E MEDÃO NO TEATRO VIRADALATA




Sucesso de público e de crítica,

peça volta em cartaz no Teatro Viradalata



Medinho Medão

a partir de 1º de junho, sábados e domingos às 17h30






Medinho Medão conta a história de Rafa,

que como muitos meninos urbanos, sofre com a ausência de seus pais,

que trabalham muito e estão sempre super ocupados.

O mundo de Rafa é povoado por medos: de elevador, de formiga,

de cair da cama, de barata, de barulho, de ficar sozinho, do escuro, do fundo,

do fogo, do frio, da professora de matemática, de monstro e de minhoca.

Num dia em que todo mundo esquece de buscá-lo na escola,

em sua solitária espera, Rafa cai no sono; seu sonho

o leva para um lugar diferente, onde começa a entender que ter medo

não é uma vergonha e acabar com ele pode ser um desafio, além de muito divertido.


Com uma estrutura dramática ágil e bem humorada,

o texto, de autoria da atriz e diretora Alexandra Golik (da premiada Cia. Le Plat du Jour),

fala dos muitos medos que habitam o mundo das crianças.

Medinho Medão propõe uma interação frenética entre os diversos personagens

que compõem a trama: o menino, a mãe, o pai, a irmã, a empregada, o amigo e o estranho.



O espetáculo é construído a partir do jogo entre os dois únicos

atores da peça: Daniel Costa e Marco Barretho, que fazem vários personagens.

A precisão das ações físicas, da trilha sonora e dos figurinos e adereços

acentuam o caráter versátil e comunicativo do texto. A teatralidade desses recursos formais

permite explorar com profundidade o potencial expressivo

de cada ator e de cada elemento cênico, criando um espetáculo vigoroso,

comunicativo e sensível.





Serviço

Medinho Medão

Texto, Direção e Cenário: Alexandra Golik

Elenco: Daniel Costa e Marco Barretho

Estreia dia 1º de junho

Temporada: Sábados e Domingos, às 17h30,

por tempo indeterminado.

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia

Classificação livre

Recomendação:  a partir de 3 anos

Duração: 60 minutos





TEATRO VIRADALATA - Rua Apinajés, 1387 – Perdizes

Ar condicionado. Capacidade atual: 273 lugares. Acessibilidade. Bar e Cafeteria.

Bilheteria (a partir de junho):

Terça e Sexta: 17h às 22h

Sábado: 13h às 22h

Domingo: 9h às 19h

Informações: 11 3868-2535 |  www.viradalata.com.br

Vallet: R$ 15,00



Ficha técnica – Medinho Medão



Texto, direção e cenário
   

Alexandra Golik

Elenco
   

Daniel Costa e Marco Barretho

Figurino
   

Kleber Montanheiro

Iluminação
   

Ary Nagô

Trilha original composta
   

Guga Bernardo

Supervisão Musical
   

Marco Boaventura

Letras das músicas
   

Alexandra Golik

Adereços
   

Beto Silveira

Programação visual
   

Paula de Paoli

Fotos
   

Yuri Gomes

Produção e Realização
   

Cia. Viradalata

Assessoria de imprensa
   

Flavia Fusco Comunicação