segunda-feira, 27 de maio de 2013

Os gatos de Copenhague de James Joyce


Os gatos de Copenhague
de James Joyce


Tradução: Dirce Waltrick do Amarante.
Ilustrações: Michaella Pivetti.



No de Paginas:
24


De Copenhague, Dinamarca, James Joyce manda por carta uma história para o seu neto Stephen Joyce, narrando a assombrosa inexistência de felinos nessa famosa capital.

Tendo sido descoberta apenas recentemente, a história fantástica do escritor irlandês é oferecida agora às crianças brasileiras numa edição ilustrada sob o título Os gatos de Copenhague.



UM LANÇAMENTO

A montanha prateada de Catherine Cooper




A montanha prateada

de Catherine Cooper


Título Original: Silver Hill
Tradutor: Maria de Fátima Oliva Do Coutto

Coleção: As aventuras de Jack Brenin
Páginas: 280
Formato: 16 x 23 cm




Leitura obrigatória para os fãs de aventura e magia

Após A Noz de Ouro e O Portal de Glasruhen, Catherine Cooper, autora vencedora do Brit Writers Awards, apresenta o volume mais esperado da série As Aventuras de Jack Brenin: A montanha prateada. Presente nas principais listas de mais vendidos da Inglaterra, a série já vendeu mais de 500 mil exemplares no Reino Unido.

Tentando equilibrar as exigências da sua vida “real” e as necessidades e obrigações que tem como O Eleito de um universo mágico, Jack Brenin precisará evitar sozinho que os últimos dragonetes restantes na Terra sejam assados em um banquete dos Spriggans. Usando seu Livro das Sombras como guia e com seus amigos Camelin, o corvo, e Timmery, o morcego, Jack parte para o ataque na montanha prateada.

Neste terceiro volume, Jack terá que explorar o seu potencial ao máximo, tomar atitudes maduras e decisões importantes, além de enfrentar enormes desafios para ajudar seus amigos e, por fim, resolver os problemas em Annwn.

Catherine criou uma história para todas as idades que fará com que os mais velhos e mais experientes sejam transportados à época de uma juventude já esquecida. A trama é bem-elaborada e rapidamente os leitores perderão as noções de tempo e espaço. Alguns dos ingredientes que tornam a obra tão especial são o senso de magia e o charme intrínseco à narrativa.

A série As aventuras de Jack Brenin já vendeu mais de 3 milhões de exemplares em todo o mundo.

Saiba mais em www.asaventurasdejackbrenin.com.br

A AUTORA
Nascida em Wellinton, Shropshire, Catherine Cooper foi professora primária durante 29 anos antes de decidir que adoraria escrever para crianças. Até o momento, publicou três livros que promoveu e distribuiu sozinha. O amor de Catherine por história, mitos e lendas e pela região rural de Shropshire ganham brilho graças a suas encantadoras histórias.


Lançamento






sábado, 4 de maio de 2013

FESTIVAL LE PLAT DU JOUR







FESTIVAL LE PLAT DU JOUR

em maio, aos sábados e domingos,

às 17h30, no Teatro VIRADALATA



Dias 03 e 04 "Os 3 Porquinhos"

Dias 11 e 12 "Alice no País das Maravilhas"

Dias 18 e 19 "Chapeuzinho Vermelho"

Dias 25 e 26 "João e Maria"

 

O espetáculo “Peter Pan e Wendy”

mantém a  temporada

aos sábados e domingos, às 15:30h

no Viradalata.



Dias 03 e 04 "Os 3 Porquinhos"

Os Três Porquinhos é contado através de dois

"açougueiros", Pipo e Pepe, que tem um açougue muito diferente.

Nele há todo tipo de carne: carne de óculos, de martelo,

de banana, menos carne de verdade. Um dia lhes pedem carne de porco

e então é armada toda a confusão: um dos açougueiros

se veste de lobo para entrar na história e conseguir a carne tão almejada.



Dias 11 e 12 "Alice no País das Maravilhas"

ALICE



Na adaptação da Cia Le Plat du Jour, Alice é uma menina que mora em um prédio situado em uma grande metrópole.

Como toda criança, o que mais deseja é brincar com outras crianças, mas como nem sempre isso é possível devido a correria do dia-a-dia,

Alice resolve dar um mergulho em sua imaginação. “Eu queria tanto que tudo fosse tão diferente” é o que diz na busca do lugar ideal, o éden,

o paraíso perdido, seu verdadeiro “Jardim das Maravilhas”. A partir disso, vemos a grande viagem de Alice acontecer.

Tudo é possível, até mesmo diminuir e aumentar de tamanho.

Ela utiliza o contêiner de seu prédio como passagem para esse mundo maravilhoso, chegando em um lugar onde encontra situações

e personagens inusitados como um coelho que anda de ponta cabeça, um cachorro gigante, um cogumelo que canta,

um dragão que voa, uma rainha autoritária entre outros.





Dias 18 e 19 "Chapeuzinho Vermelho"



Tudo começa como uma grande brincadeira, onde duas palhaças descobrem um armário

cheio de chapéus. Estes chapéus as conduzem por uma “viagem de brincadeiras”,

onde o fio condutor é dado pela história de Chapeuzinho Vermelho.

Os chapéus definem os personagens. Quando os colocam, tornam-se a Chapeuzinho Vermelho,

o Lobo Mau, a Mãe, a Avó e o Caçador.

Quando os tiram transformam-se em palhaças, tornando-se clara a

”brincadeira dentro da brincadeira”, assim como a linguagem do teatro dentro do teatro.





Dias 25 e 26 "João e Maria"



Em uma criativa montagem duas aves Bicudinha e Bicudona querem mudar do ramo do “avoar para o ramo do cantar”.

Narradoras da história encontram-se em apuros por causa do desmatamento e querem ir embora da floresta.

Os irmãos J.M. e M.J. são vítimas da pobreza porque o pai, um boneco lenhador com nome onomatopéico

não sabe plantar, só sabe cortar.

A comida está acabando e a Madrasta irritada ordena ao Pai que os levem para a floresta assim eles não voltariam nunca mais.

As aves por fim ajudam os irmãos J.M.e M.J. que conseguem se salvar da bruxa Meméia e voltam para casa.

A história é contada num palco giratório que traz um inventivo cenário de retalhos de tecido.





FESTIVAL LE PLAT DU JOUR

no VIRADALATA

Dias 03 e 04 de maio: "Os 3 Porquinhos"

Dias 11 e 12 de maio: "Alice no País das Maravilhas"

Dias 18 e 19 de maio:  "Chapeuzinho Vermelho"

Dias 25 e 26 de maio: "João e Maria"

Criação: Le PLat du Jour

Texto e Direção: Alexandra Golik e Carla Candiotto

Elenco: Cia Le Plat Du Jour

Duração: 55 minutos

Além disso, sempre aos domingos às 11h há o espetáculo “Coquetel de Fadas” da Cia Viradalata

Classificação: a partir de 3 anos

Capacidade: 273 lugares

5 cadeiras PMR e 5 para cadeirantes

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia)

Vendas: pela internet via Ingresso Rápido | Por telefone: 4003-1212 ou na bilheteria do teatro,

terças (a partir do dia 07/05), sextas e sábados das 14h às 22h e domingos das 9h às 19h.

Estacionamento: Vallet na entrada do Teatro: R$ 15,00 o período

Possui Cafeteria/Bar

(Aberta nos dias de espetáculos, uma hora antes)

Área para fumantes

Teatro Viradalata:

Rua Apinajés 1387 - Perdizes

Informações: (11) 3868-2535

www.viradalata.com.br

quinta-feira, 2 de maio de 2013

"Cordeluna", da autora espanhola Élia Barceló, um dos maiores sucessos da Editora Biruta.





Peça teatral estimula a imaginação da garotada




O Teatro Cleon Jacques, no Centro de Criatividade de Curitiba, abriga as apresentações da peça infantil musicada “Zordino e Ladico e as aventuras pelo Desconhecido”, com direção de Mari Paula. As sessões acontecem nos dias 4, 5, 11 e 12 de maio (sábados e domingos), às 16h, com ingressos a     R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada).

O enredo mostra um garoto sonhador que, com seu diário e muita imaginação, é conduzido junto de seus amigos a uma inesperada aventura. Uma viagem que parte da simples brincadeira de esconde-esconde e percorre mundos desconhecidos até chegar a um magnífico jogo tecnológico, no qual o desafio de passar de fases, vencer o chefão e ainda voltar para casa acaba por revelar o valor da verdadeira amizade.

O espetáculo, que vai além de uma simples história infantil, instiga o diálogo entre a simplicidade e a importância da escrita com a velocidade do universo tecnológico, estimulando a criatividade da criança e o encantamento pela vida. No elenco estão Fernando Kadlu, Ricardo Nolasco e Tarciso Fialho.

A produção integra a atuação dos atores aos recursos de multimídia, um mecanismo que salta da interpretação para se unir às animações criadas pelo videomaker Gustavo Horn. O resultado é uma fascinante e original brincadeira, que permite ao espectador aventurar-se em lugares desconhecidos e inimagináveis. Tudo isso embalado por uma sensível trilha original composta por Diegho Kozievitch e Fernando de Castro.



Serviço:

Apresentações da peça infantil musicada “Zordino e Ladico e as aventuras pelo Desconhecido”, com direção de Mari Paula.

Local: Teatro Cleon Jacques (Centro de Criatividade de Curitiba – Rua Mateus Leme, 4.700 – Parque São Lourenço).

Datas e horário: dias 4, 5, 11 e 12 de maio de 2013 (sábados e domingos), sempre às 16h.

Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada).

Informações de bilheteria: (41) 3313-7192

Classificação: livre.