sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

SERÁ QUE DÁ PÉ?



SERÁ QUE DÁ PÉ?
de Daniel Goltcher

Formato (cm): 24x24 cm
Ilustrador: Suzete Armani

Número de páginas: 24

Tem pé de moleque, que é uma delícia. Mas atenção: nem tente morder o pé de ninguém por aí. Nós estamos falando daquele docinho maravilhoso de amendoim com açúcar.
Ah, também tem pé de galinha, que deixa a cara da gente enrugada, mas isso é só quando a gente já fez um monte de coisa legal na vida.
Viu quantos pés existem no mundo?
Se você quiser saber mais sobre um monte de pés que passeiam por aí, não deixe de ler este divertido livro de Daniel Goltcher, com lindas ilustrações com massinha de modelar de Suzete Armani.
E mais uma coisinha — quando tiver alguma dúvida, pergunte a si mesmo: "Será que dá pé?".


**

UM LANÇAMENTO


Gibiteca promove oficina de cosplay




A Gibiteca de Curitiba, unidade da Fundação Cultural de Curitiba, realiza nos dias 25 de fevereiro e 3 de março (sábados), das 14h às 18h, uma oficina de “cosplay”, atividade que consiste em se fantasiar de personagens de qualquer mídia – passando por heróis de histórias em quadrinhos, games, desenhos animados, filmes, seriados, figuras históricas e até personagens criados para RPG (Role Playing Game). O “coswork”, aberto a pessoas com idade a partir de 15 anos, é gratuito e tem vagas limitadas. Informações e inscrições pelo telefone (41) 3321-3250.

O “cosplay”, que conquista novos adeptos a cada dia, estimula a imaginação dos participantes. Nesta oficina, serão fornecidas informações sobre escolha de personagens, definição de versão, escolha de materiais e confecção das fantasias, além de adaptações de detalhes, entre outros itens que formam a extensa lista de elementos da brincadeira.

Serviço:

Oficina de “cosplay” (coswork)

Local: Gibiteca de Curitiba (Solar do Barão – Rua Carlos Cavalcanti, 533 – Centro)

Data e horário: dias 25 de fevereiro e 3 de março de 2012 (sábados), das 14h às 18h.

Inscrições gratuitas

Vagas limitadas

Informações: (41) 3321-3250


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

13 CONTOS DE MEDOS E ARREPIOS




13 CONTOS DE MEDOS E ARREPIOS
de Almir Correia
poemas de Augustodos Anjos
Formato (cm): 20x26 cm
Ilustrador: Alexandre Jubran

Número de páginas: 88

Uma edição fantástica, bem elaborada e porque não dizer arrepiante. porém é preciso salientar o carater juvenil da obra, e depende da acuidade dos professores ao indicar para as suas turmas. Os politicamente corretos, por certo, torcerão o nariz...Lembro-me bem que, certa feita, em uma reinião de pais e mestres a professora de minha filha disse que a flagrou lendo literatura imprópria, ou como disse "um livrinho de terror" - era uma edição de bolso de Historias Extraordinárias do mestre Edgard Alan Poe. Pano rápido! (E.C.)

Ao todo são 13 contos de medos e arrepios: A bota de cemitério, O pescocinho, O caixão fantástico, A noiva suicida, O carrofantasma,O dedo sangrento, O carrinho-de-bebê macabro, O estágio, Alanterna, O poço, A sonâmbula, Duas cidades e O sofá. Nesta obra, com características nitidamente expressionistas, o leitorainda vai se deliciar com um poema de Augusto dos Anjos, poeta do Pré-Modernismo brasileiro, para cada conto.

Assunto: contos de medos e arrepios, brilhantemente unidos aos poemas de Augustodos Anjos.
Interdisciplinaridade: Língua Portuguesa e Literatura, Psicologia, Filosofia, Identidadee Autonomia.
Transversalidade: Ética e cidadania, pluralidade cultural, afetividade e saúde emocional.
Propostas: transformar os contos em histórias em quadrinhos ou em versos.
Indicação:- Séries finais do Ensino Fundamental, Ensino Médio e EJA


Um lançamento


Ladrão de olhos - As aventuras de Peter Nimble de Jonathan Auxier



Ladrão de olhos - As aventuras de Peter Nimble
de Jonathan Auxier
Páginas: 424


UM PEQUENO ÓRFÃO CEGO QUE ROUBA PARA SOBREVIVER NAS RUAS DE LONDRES PODE SE TORNAR UM HERÓI?

[...] para vocês que não conhecem nada sobre crianças cegas, saibam que dão os melhores ladrões.

O que o destino reserva a uma criança cega e órfã, que usa seus dotes para roubar todo tipo de objeto de qualquer tipo de pessoa? Uma criança que dorme em um porão escuro e frio durante o dia e é obrigada a sair furtivamente à noite para cometer seus delitos e, assim, sobreviver?
O que o destino reserva a um garoto de dez anos que já é considerado o maior ladrão que já nasceu?

O destino, caro leitor, reserva a essa pobre criatura três olhos mágicos, que irão levá-lo a uma viagem inesquecível, na qual inimigos e estranhas criaturas estarão à espreita em lugares completamente deslumbrantes e magníficos! O destino lhe reserva um amigo que estará por perto sempre que precisar e aventuras que farão de Peter Nimble, o órfão, o cego, o pobre coitado, um dos maiores heróis que já existiu!


O AUTOR
JONATHAN AUXIER nasceu no Canadá, mas atualmente vive em Los Angeles, onde trabalha como roteirista. Este é seu primeiro romance, que, aclamado nos Estados Unidos, será publicado em 13 países. O autor possui um site com seus trabalhos: www.TheScop.com




LANÇAMENTO DA



quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Eu e o Silêncio Do Meu Pai







Eu e o Silêncio Do Meu Pai

de Caio Riter

ilustradores - Gustavo Piqueira e Samia
16x23 cm.
100 páginas

2x2

O LIVRO

Transformar-se em gente não é tarefa fácil. O Menino muito sofreu, muito chorou. Olhava o Pai e não entendia por que seu pai não era como os outros tantos pais: homens de palavras, homens de carinhos, homens de festa.

Não. Seu Pai era silencioso, triste. Seu olhar era distante,seu passo era trôpego, seu carinho era vago. Assim, o Menino teria que aprender a amar esse Pai. Teria que aprender a conversar com esse Pai.

O AUTOR

Caio Riter nasceu em Porto Alegre, onde mora até hoje. É professor mestre e doutor em Literatura Brasileira. Autor de vários livros, com os quais recebeu algumas distinções literárias, como os prêmios Açorianos, Barco a Vapor, Orígenes Lessa e Selo Altamente Recomendável entre outros.

Formado em Jornalismo e em Letras ministra aulas no ensino fundamental e médio, desde 1987, atuando também como professor universitário em cursos de graduação e de pós-graduação.

Participa como palestrante em cursos de capacitação de professores em várias cidades do Rio Grande do Sul, momento bastante rico de troca e aprendizagem. Todavia, com certeza, ser professor, estar em contato diário com adolescentes, sempre foi e será a melhor escola. Publicou pela Editora Biruta os titulos, Meu Pai não Mora Mais Aqui, As Luas de Vindor e Pedro Noite.


ILUSTRADORES
Gustavo Piqueira dirige a Casa Rex (www.casarex.com http://www.casarex.com//), casa de design com bases e São Paulo e Londres e é o designer com mais trabalhos selecionados na história da Bienal ADG de Design Gráfico (48) além de ter recebido dois prêmios Jabuti e diversos prêmios internacionais de design.

Gustavo também já publicou 10 livros entre eles os fictícios como "Marlon Brando - Vida e Obra" (Martins Fontes, 2008) e "Manual do Paulistano Moderno e Descolado" (Martins Fontes, 2007), e os infanto-juvenis "A Vida sem Graça de Charllynho Peruca" (Biruta, 2009) e "Eu e os Outros Pioneiros da Aviação" (Escala Educacional, 2007), ambos selecionados para o PNBE 2010.

Entre 2000 e 2004 foi diretor da Associação dos Designers Gráficos do Brasil e entre 2000 e 2005 deu aulas na Faculdade Senac. Também desenha alfabetos e ilustra livros infantis.





*