segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Lucrécia - A bruxinha que queria ser sereia



Lucrécia - A bruxinha que queria ser sereia

de Miriam Portela
Ilustrações de Jefferson Galdino


24 páginas – 24 x 34 cm

Lucrécia não é uma bruxinha comum. Ao contrário das irmãs, primas, tias e até das avós, nasceu gordinha, rosada e de nariz arrebitado.
Mortadela, a mãe, culpa as melancias e abóboras que comeu em excesso durante a gravidez. Não conseguia resistir aos alimentos redondos.
Em sua trajetória, Lucrécia enfrenta os conflitos de uma adolescente que não se identifica com sua família e busca o sonho de ser uma sereia.
Abra as páginas desse livro, dê muitas risadas e se encante com essa nova personagem de Miriam Portela.




Assunto: o conflito de identidade pessoal e de gênero na pré-adolescência. Interdisciplinaridade: Psicologia, Filosofia, Estudos Sociais e Sociologia, Ciências da Natureza e Língua Portuguesa e Literatura. Transversalidade: saúde emocional, orientação sexual, pluralidade cultural e ética. Propostas: criar fantoches e montar uma apresentação teatral, elaborando um final diferente para a história. Indicações: - Séries iniciais do Ensino Fundamental


UM LANÇAMENTO

Galinha Inês - Com ela ninguém tem vez!




Galinha Inês - Com ela ninguém tem vez!



de Miriam Portela
Ilustrações de Glair Arruda



24 páginas - Brochura
Formato: 24 x 34 cm

Inês é uma galinha de personalidade.
Com ela, ninguém briga ou faz maldade!
Ela nunca leva desaforo para casa, pois além de famosa, não tem medo de nada.
Inês é forte e decidida. Tão nova, e já sabe o que quer da vida!
Quer ser feliz ao lado do namorado, o galo Pedrês, e mandar no galinheiro de uma vez!
Entre nesta história e divirta-se com o mais novo livro de Miriam Portela, que nos ensina deliciosamente que uma mulher, quer dizer, uma galinha de opinião é sempre quem toma a decisão!





UM LANÇAMENTO



Lucrécia - A bruxinha que queria ser sereia



Lucrécia - A bruxinha que queria ser sereia

de Miriam Portela
Ilustrações de Jefferson Galdino


24 páginas – 24 x 34 cm

Lucrécia não é uma bruxinha comum. Ao contrário das irmãs, primas, tias e até das avós, nasceu gordinha, rosada e de nariz arrebitado.
Mortadela, a mãe, culpa as melancias e abóboras que comeu em excesso durante a gravidez. Não conseguia resistir aos alimentos redondos.
Em sua trajetória, Lucrécia enfrenta os conflitos de uma adolescente que não se identifica com sua família e busca o sonho de ser uma sereia.
Abra as páginas desse livro, dê muitas risadas e se encante com essa nova personagem de Miriam Portela.




Assunto: o conflito de identidade pessoal e de gênero na pré-adolescência. Interdisciplinaridade: Psicologia, Filosofia, Estudos Sociais e Sociologia, Ciências da Natureza e Língua Portuguesa e Literatura. Transversalidade: saúde emocional, orientação sexual, pluralidade cultural e ética. Propostas: criar fantoches e montar uma apresentação teatral, elaborando um final diferente para a história. Indicações: - Séries iniciais do Ensino Fundamental


UM LANÇAMENTO

Galinha Inês - Com ela ninguém tem vez!




Galinha Inês - Com ela ninguém tem vez!



de Miriam Portela
Ilustrações de Glair Arruda



24 páginas - Brochura
Formato: 24 x 34 cm

Inês é uma galinha de personalidade.
Com ela, ninguém briga ou faz maldade!
Ela nunca leva desaforo para casa, pois além de famosa, não tem medo de nada.
Inês é forte e decidida. Tão nova, e já sabe o que quer da vida!
Quer ser feliz ao lado do namorado, o galo Pedrês, e mandar no galinheiro de uma vez!
Entre nesta história e divirta-se com o mais novo livro de Miriam Portela, que nos ensina deliciosamente que uma mulher, quer dizer, uma galinha de opinião é sempre quem toma a decisão!





UM LANÇAMENTO



sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

É sábado: Vanessa Barbara e Andrés Sandoval



clique para ampliar

*******

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

IMCLP


O Atelier Instrumental destina-se a crianças e adolescentes que pretendem iniciar o estudo de um instrumento, tendo a possibilidade de experimentar três instrumentos durante um ano, de modo a fazerem uma escolha mais conscienciosa do instrumento que pretendem estudar.

Idade: 5 aos 14 anos

Instrumentos:

* Flauta de Bisel
* Violino
* Piano
* Guitarra

Duração: 3 meses (ao fim deste período, o aluno pode experimentar outro instrumento)

Plano de estudos:

Instrumento (aula com três alunos): 45 minutos por semana.

Expressão Musical (aula de conjunto): 45 minutos por semana.

Horário:

De segunda a sexta-feira, a partir das 17h30.

Pagamento:

25 euros/mês

25 euros Taxa de Inscrição

Inscrições:

institutodemusica.clp@gmail.com

Clube Literário do Porto


Explicações de Música

O Instituto de Música Clube Literário do Porto tem ao seu dispor um serviço personalizado de explicações para que o seu educando se prepare melhor para os testes, exames e provas.

O serviço de explicações abrange as disciplinas de Instrumento, Formação Musical, História da Música, Análise e Composição.

Cada aula individual de 60 minutos tem um custo de 20 euros.



Clube Literário do Porto

Rua Nova da Alfândega, nº 22

4050-430 Porto

Tel. 222 089 228

Fax. 222 089 230

Email: clubeliterario@fla.pt

URL: www.clubeliterariodoporto.co.pt

http://clubeliterariodoportofla.wordpress.com/

***
***

Mano descobre o @mor




Mano descobre o @mor
de Gilberto Dimenstein e Heloisa Prieto

Coleção:
Cidadão-Aprendiz

48 páginas

Em Mano descobre o @mor, publicação da Editora Senac que conta com distribuição exclusiva da Ática, Hermano Santiago, ou simplesmente Mano, convive com situações inéditas e emocionalmente muito importantes. Mano descobre o @mor é o primeiro volume da série "Cidadão-Aprendiz", criada e escrita por Heloisa Prieto e Gilberto Dimenstein.

Na troca de inúmeras mensagens virtuais com Chatter, um novo amigo e confidente, o protagonista da série "Cidadão-Aprendiz" expõe seus sentimentos por causa do drama vivido pelo querido irmão Pedro. Depois de se aproximar de Sombra, colega de escola de temperamento destrutivo, Pedro sofre uma transformação negativa, passa a consumir drogas e abandona aqueles a quem sempre amou e por quem sempre foi amado.

Mano também conhece Anna, uma menina genial que torna-se amiga e namorada de Pedro e o ajuda a superar seus problemas. Tudo indica que os p
roblemas de Pedro eram apenas passageiros, uma fase ruim. Igual à que começa a incomodar Mano, quando descobre estar a meio caminho de se apaixonar pela gracinha da Anna, com quem adorava ficar quieto e sozinho. Será que nosso Hermano vai terminar a história triste e na rua da amargura afetiva?

Surpreenda-se lendo até o final este Mano descobre o @mor. No final do volume, você encontrará ainda uma pequena biografia sobre algumas personalidades citadas na trama da obra
.

Elaborada pelos renomados autores Gilberto Dimenstein e Heloisa Prieto, a série "Cidadão-Aprendiz" procura levar aos jovens temas importantes para reflexão, como a solidariedade, o amor e a liberdade.

As Melhores Coisas do Mundo

A liberdade tão sonhada de um menino que, aos quinze anos, é lançado para o complexo mundo dos adultos


O filme de Laís Bodanzky, diretora dos aclamados “Bicho de Sete Cabeças” e “Chega de
Saudade”, conta a história de um garoto de 15 anos em plena transformação.
As Melhores Coisas do Mundo retrata o universo de Hermano, conhecido como Mano
(Francisco Miguez). Adolescente de classe média, filho de intelectuais, mãe (Denise
Fraga) e pai (Zé Carlos Machado) professores de pós-graduação e irmão mais novo de
Pedro (Fiuk). A chegada do mundo adulto vem cercada de dificuldades de tirar o
fôlego e exige do protagonista uma grande transformação em sua forma de ver o
mundo.
O roteiro é assinado por Luiz Bolognesi, também roteirista de “Bicho de Sete Cabeças”, “Chega de Saudade” e “Terra Vermelha”, montagem primorosa de Daniel Rezende e produção coordenada pelos irmãos Caio e Fabiano Gull
ane.

O projeto foi livremente inspirado na série de livros “Mano”, de Gilberto Dimenstein e
Heloísa Prieto. É uma produção da Gullane em coprodução com Casa Redonda, Buriti
Filmes e Warner Bros. Pictures.







UM LANÇAMENTO









**

Histórias de amor



Histórias de Amor - PGL 22
de Elias José, João Antônio, João do Rio, Luis Fernando Veríssimo, Lygia Fagundes Telles, Machado de Assis, Marina Colasanti, Marques Rebelo, O. Henry, Orlando Bastos e William Shakespeare
Coleção:
Para Gostar de Ler


O volume Histórias de amor, da coleção "Para Gostar de Ler", da Ática, contou com a coordenação geral e seleção de textos do poeta e tradutor José Paulo Paes.

Em sua apresentação, Paes, dono de um estilo inconfundível, sempre dotado de rara sensibilidade, reflete: "Histórias de amor. Mas de qual amor? Há tantos! Amor carnal, amor platônico, amor conjugal, amor adúltero, amor à distância, amor à primeira vista, amor de perdição, amor de salvação - e quantos mais?".

No livro, uma formidável galeria de grandes escritores, de várias épocas, aborda, em suas narrativas, o "sentimento complexo, contraditório, que não se deixa prender numa definição", conforme, mais uma vez, as ponderações de José Paulo Paes.

Estão presentes, em Histórias de amor, William Shakespeare, João Antônio, Marques Rebelo, Orlando Bastos, Elias José, João do Rio, Luís Fernando Veríssimo, O. Henry, Machado de Assis, Marina Colasanti e Lygia Fagundes Telles.

O conto de Lygia se chama "Pomba enamorada ou uma história de amor". É curioso notar que a grande dama da literatura brasileira maneja com toda a propriedade um contexto com fartas dosagens de escracho, porém sem perder jamais a ternura que um amor verdadeiro encerra. Seja ele doentio ou não.

Mesmo que por demais já se tenha falado, após a leitura de Histórias de amor, o que vem à mente é mesmo a sensação de que cada amor é único. "Semelhantes, talvez; idênticos, nunca. Pois cada amor é sempre um amor como nunca houve outro igual", define José Paulo Paes.

UM LANÇAMENTO








**

Profissão: Jovem


O Ano Internacional da Juventude
(12 de Agosto de 2010 – 11 de Agosto de 2011)


1) Qual é a importância de dedicar um Ano Internacional aos Jovens?

A proclamação do Ano Internacional da Juventude representa um compromisso renovado, por parte dos Estados-membros, de colocar os jovens no centro das prioridades em matéria de desenvolvimento. O Ano constitui uma ocasião para sensibilizar as pessoas para os desafios e as oportunidades de 18% da população mundial e de gerar uma dinâmica para promover as causas relacionadas com os jovens.

A ONU elaborou uma Abordagem Quadro do Ano Internacional da Juventude, a fim de proporcionar um quadro concreto para as acções colectivas a realizar e definir os objectivos estratégicos do Ano. O Quadro identifica três objectivos principais, bem como acções específicas, essenciais para a sua consecução: (i) Sensibilizar: intensificar o empenhamento e aumentar o investimento nos jovens; (ii) mobilizar e implicar: Aumentar a participação dos jovens e as parcerias e (iii) Ligar e construir pontes: aumentar a compreensão intercultural entre os jovens. O Quadro completo está disponível em social.un.org/youthyear.

No ano de 2010, celebrou-se o 15º aniversário da adopção do Programa de Acção Mundial para a Juventude (PAMJ), uma resolução histórica que apela aos governos nacionais, para que adoptem políticas em 15 domínios prioritários tendo em vista o desenvolvimento dos jovens e que vão desde emprego e educação ao VIH/SIDA, passando pela participação dos jovens na tomada de decisões. Espera-se que o Ano Internacional da Juventude destaque este compromisso mundial e incentive os governos a formularem políticas nacionais de juventude, nos casos em que não existem, e a aplicarem-nas, quando já existem.


Profissão: Jovem
de Marcia Kupstas


Ilustrador: Samuel Casal

* Disciplina: Literatura
* Nível: Ensino Fundamental
* A partir de: 7ª série / 8º ano
* Lançamento: 2010
* Temas abordados: Profissões / Jovens / Música / Comércio / Esporte

O livro reúne oito histórias com personagens em seus primeiros empregos ou refletindo sobre futuras carreiras. São registros intensos ou pitorescos, de empregos eventuais ou revelando habilidades herdadas da família. Situações que poderiam ser vivenciadas por qualquer jovem.

Além das histórias, o livro também traz entrevistas com jovens de carne e osso, que já enfrentam o mercado de trabalho, de maneira formal ou
ocasional. O que pensam eles? Gostam do que fazem? Acreditam que suas tarefas os ajudarão na futura escolha profissional?

A AUTORA

Marcia Kupstas nasceu e sempre morou em São Paulo. Formou-se professora pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo. Sempre colaborou em suplementos literários e revistas destinadas ao público adulto e jovem. Ao mesmo tempo é mãe de Ígor, companheira de Edu, com quem divide suas criações, por quem é elogiada e criticada. Pai e filho são seus primeiros leitores críticos. Marcia diz que sempre gostou de ler e de escrever. Aos quinze anos mandava seus contos para concursos. Ganhou vários prêmios. Enfim, como em todo ofício, batalhou muito para se considerar uma escritora.

Sobre o ato de escrever, Marcia diz que "representa uma necessidade orgânica tão intensa quanto a de comer, respirar, amar". Enfatiza que "ao mesmo tempo em que escrever representa prazer pessoal, também é um trabalho, um árduo trabalho de criação", e como profissional da palavra leva muito a sério a profissão.

UM LANÇAMENTO







sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Livro infantil conta a história de Ernesto, o cãozinho viajante





Ernesto: O cãozinho viajante

Jochen Stuhrmann

Ilustrado pelo autor

32 pp. / 20,5 x 29,5 cm

Obra divertida e comovente do ilustrador e escritor alemão Jochen Stuhrmann já foi traduzida para diversas línguas e publicada em muitos países




A Editora Biruta lança Ernesto, o cãozinho viajante. Escrito e ilustrado por Jochen Stuhrmann, livro conta a história de um cachorro, que até tinha uma vida boa. Vivia na cidade onde nasceu e durante a semana passeava pelas suas ruas. Conhecia cada caixa de correio e poste de iluminação e sabia o cheiro de todas as esquinas. Aos domingos ele ficava em casa organizando sua coleção de ossos e brincando com as suas pantufas. Gostava dessa vida, mas, às vezes a achava tranquila demais e ficava sonhando com outros lugares e outras brincadeiras. Um dia apareceu em sua porta um cartão postal vindo do outro lado do mundo. Ernesto não entendeu o que estava escrito e também não reconheceu o lugar mostrado na foto. O cartão não era para ele. Veio para o endereço errado. Quem teria enviado um cartão postal tão lindo? Ernesto vai atrás de quem mandou esse cartão, conhece muitos lugares, faz diversos amigos e muda para melhor a sua vida.


Amigo leitor! Amiga leitora! De que você precisa para viajar? Seu brinquedo favorito e algumas roupas? Pegue tudo o que conseguir, pois você vai embarcar agora mesmo numa viagem com o cãozinho Ernesto... Tudo mudou para melhor na vida do cãozinho depois da chegada do cartão. E muitas mudanças divertidas podem lhe acontecer se você virar as páginas deste livro e acompanhar o Ernesto em suas incríveis aventuras. Jochen Stuhrmann nasceu em 1976, estudou Matemática e Artes Plásticas na Universidade Johannes Gutenberg de Mainz e Ilustração no Fachhochschule, em Hamburgo. Trabalha principalmente como ilustrador de livros e revistas, mas desenvolve também projetos de computação gráfica, animação e visualização científica.


*

um lançamento

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Pinóquio no teatro




Pinóquio no teatro


Adaptado por Wilton Ormundo
Ilustrado por Patrícia Lima


48 páginas - 18 x 26 cm


Este é um projeto do Centro Cultural Grupo Silvio Santos

O Centro Cultural Grupo Silvio Santos acredita na força transformadora do teatro e no poder que essa arte tem de, entre outras coisas, despertar o prazer para a leitura de bons livros em crianças e jovens.
Pinóquio é um boneco que quer virar gente, mas para isso acontecer precisará superar muitos obstáculos. Porém, ele não está sozinho... Tem a companhia da Fada Azul, do seu criador Gepetto, do amigo Pavio e de muitos outros personagens. Mas essa história você já conhece. O que não sabe é que esta versão de Pinóquio é muito especial.
Em 2008, tivemos a ideia de transformar o livro Pinóquio, de Carlo Collodi, em peça de teatro. Para que isso fosse possível, o Centro Cultural buscou profissionais renomados no mercado, adquirindo direitos e contratando colaboradores muito especiais. Então, os personagens do conhecido clássico italiano saíram das páginas de papel e se mudaram para um grande teatro, vestidos com figurinos de Chris Aizner, num cenário de Fábio Namatame e dirigidos pela Companhia Le Plat du Jour, fazendo a alegria de centenas de crianças.
Agora, esses personagens, inspirados na peça teatral, voltam para as páginas deste livro. No entanto, querem novamente retornar aos palcos. Como? Você precisará ler para saber...
Cintia Abravanel

UM LANÇAMENTO



Trança-rimas



Trança-rimas
de Tatiana Belinky
Ilustrações de Roberta Carvalho


Um livro delicioso! (E.C.)

Todo mundo pra roda, que vai começar uma moda! Toda palavra bonita, de laço e de fita, encontra um motivo para ser escrita. Bola com mola; melão com balão... Dona Tatiana mandou e todo mundo obedeceu, pois se a palavra rimou, então VALEU!

Quem é que não gosta de uma boa história? Melhor ainda quando ela é contada em forma de versos pra lá de divertidos, com umas rimas que são uma verdadeira delícia de tão gostosas de se ouvir e falar!

No novo livro da Tatiana Belinky, Trança-rimas, todo mundo vai dar boas gargalhadas das rimas que esta querida escritora não se cansa de inventar, afinal, uma escritora valente deixa todo mundo contente!


UM LANÇAMENTO



Eu sou a dita-cuja




Eu sou a dita-cuja
deTatiana Belinky
Ilustrações de Dalmau


24 páginas - 18 x 26 cm

Sabe que é que acha o filho o mais bonito, mesmo quando ele tem um nariz bem esquisito?
E quem é que trata o filho com muita ternura, mesmo quando ele faz a maior travessura?
É a "dita-cuja", só pode ser...
Essa pessoa maravilhosa que todo mundo quer ter!
Mas quem é a dita-cuja de verdade?
E por que dela sentimos tanta necessidade?
Se você quiser saber mais sobre a "dita-cuja" e sobre essa linda relação que existe entre mãe e filhos, comece por esta delicada história de Tatiana Belinky.
Um relato simples, mas muito emocionante, sobre como os filhos se tornam os reis que reinam para sempre nos corações de todas as mamães.

UM LANÇAMENTO



Que Jejum!



Que Jejum!


de Tatiana Belinky
Ilustrações de Victor Tavares


24 páginas - 20 x 26 cm


Dona Bissuina está com um problema enorme!
Está enganado quem pensa que a sua vida é só "come e dorme".
Ela agora está com gastrite e não consegue mais comer.
Meu Deus, coitadinha, será que ela vai emagrecer?
Está fraca, fraquinha, nem consegue pensar!
Desde que ficou doente, só sabe lamentar.
Essa tal de gastrite acabou com seu apetite!

Que Jejum! é mais uma história engraçada da Tatiana Belinky, cheia de comidinhas e reclamações muito divertidas de quem acha que anda comendo pouco por conta de uma "gastrite". Além da criatividade da Tatiana, abra esse livro e encontre "saborosas" imagens e explicações para as coisinhas do campo e da vida. Bom apetite!

UM LANÇAMENTO



quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Workshop de Percussão para crianças







Estão abertas inscrições para o workshop de Percussão para crianças dos 6 aos 12 anos, no dia 19 de Fevereiro, sábado, das 14h30 às 18h (com intervalo).

Inscrições: 7 euros

As inscrições podem ser efectuadas no Clube Literário do Porto ou pelo email institutodemusica.clp@gmail.com
Formador: Paulo Rodrigues (Paulo das Cavernas)

Desde 2002 que desenvolve a sua carreira como percussionista e guitarrista com diversos grupos. Trabalha neste momento como membro integrante dos Semente e Madandza e já trabalhou com Olivetree, Djamboonda, Tchakare Kanyemb, Kulirimar e Le Partisan.

É professor de percussão africana desde2002, tendo fundado em 2005 a Escola Sementinha.

Trabalha desde 2003 como monitor de música e percussão e musicaliza o projecto “histórias que dançam” para crianças, em vários projectos educativo/ artístico/ sociais.

Iniciou os seus estudos musicais em 1985, começando o estudo das percussões em 1990.

Em 2009 finalizou o Curso de Formação de Animadores Musicais na Casa da Musica. Já teve formação com vários mestres da percussão africana e brasileira.

Realizou um estágio intensivo de percussão africana na Guiné Conacry em2006, de balafone e percussão tradicional em 2009 e de Ngoni em 2010 em Burkina Faso.

Clube Literário do Porto

Rua Nova da Alfândega, nº 22

4050-430 Porto

Tel. 222 089 228

Fax. 222 089 230

Email: clubeliterario@fla.pt

URL: www.clubeliterariodoporto.co.pt

http://clubeliterariodoportofla.wordpress.com/

***